PAN saúda decisão que acaba com a garraiada na Queima das Fitas de Coimbra

PAN saúda decisão que acaba com a garraiada na Queima das Fitas de Coimbra

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) saudou esta quarta-feira a decisão dos estudantes de Coimbra de acabar com a garraiada na Queima das Fitas, considerando a decisão reveladora “de uma nova geração que está desperta para as mudanças sociais”.

Recorde-se que os alunos da Universidade de Coimbra foram ontem às urnas, sendo que num universo de 5638 eleitores, 70.71% votou contra a continuidade e apenas 26.69% a favor.

“A adesão dos estudantes a este referendo e os resultados são reveladores de uma nova geração que está desperta para as mudanças sociais de uma nova época e de uma nova consciência. O resultado inquestionável deste referendo vem reconfirmar que a esmagadora maioria dos portugueses rejeita a tortura de animais para divertimento e pede o fim da tauromaquia”, realçou André Silva, deputado do PAN, citado em comunicado.

Na mesmo nota, o partido recorda que já em 2016, a Queima das Fitas do Porto tinha optado por suspender a garraiada académica, pela falta de adesão dos estudantes.

“Mesmo que a garraiada não inclua, ao contrário das touradas, a parte mais sanguinária do espetáculo, esta prática já não é representativa dos estudantes”, refere o PAN.

Pese embora o referendo, segundo os estatutos da Academia, não seja vinculativo, “espera-se que o Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra dê seguimento à expressa maioria dos estudantes da instituição e termine com a garraiada nas Festas Académicas Conimbricenses”, conclui o partido.