PAN valoriza encerramento de Garoña mas mantém preocupação com a gestão de resíduos nucleares

PAN valoriza encerramento de Garoña mas mantém preocupação com a gestão de resíduos nucleares

O PAN – Pessoas Animais Natureza defende que a decisão do Governo espanhol de encerrar a central nuclear de Garoña, em Burgos, volta a trazer para a agenda a urgência de continuar o programa de desmantelamento do parque nuclear Espanhol, nomeadamente com o encerramento da Central Nuclear de Almaraz, a 100 quilómetros da fronteira com Portugal. Porém, o partido mantém profundas preocupações com o tratamento e condicionamento dos resíduos que advirão do desmantelamento destas centrais.

“A decisão espanhola é um sinal positivo e de compromisso para a transição efetiva para uma rede energética 100% limpa e renovável que de forma gradual, mas célere, permita a substituição do parque nuclear que está envelhecido e vai continuar a apresentar fortes desafios de segurança”, afirma o PAN em nota de imprensa. E acrescentam: “Acreditamos que este passo foi dado acima de tudo devido à pressão da sociedade civil e de organizações ambientais”

Por parte do PAN, Almaraz deve seguir o mesmo caminho que Garoña e fechar portas: “Esperamos que o governo Português acompanhe esta vontade cívica manifestada também pela decisão política espanhola e reforce os esforços para o encerramento da central nuclear de Almaraz”.