Panasonic já opera nas suas primeiras fábricas com zero emissões de CO2

Panasonic já opera nas suas primeiras fábricas com zero emissões de CO2

Categoria Advisor, Empresas

A Panasonic iniciou a sua atividade nas suas primeiras fábricas com zero emissões de CO2, nomeadamente na Panasonic Eco Technology Center (PETEC), em Hyogo, Japão, e na Panasonic Energy Belgium (PECBE) em Tessenderlo, Bélgica, desde janeiro.

A Panasonic está envolvida na gestão ambiental e, praticamente desde a sua fundação, tem promovido atividades ambientais com um rumo claro para 2050 sob o conceito “Panasonic Environment Vision 2050”, desenvolvido em junho de 2017. Em busca de uma sociedade sustentável, a empresa tem trabalhado a nível mundial de forma a criar fábricas que não emitam dióxido de carbono no decurso das suas operações.

A fábrica PETEC, que recicla eletrodomésticos, e a fábrica PECBE, que produz baterias, tornaram-se as primeiras fábricas com zero emissões de CO2 graças à Panasonic, que instalou sistemas de geração de energia renovável e implementou a utilização de créditos de carbono para compensar as emissões de CO2 dos combustíveis fósseis.

Ambas as fábricas implementaram as seguintes medidas, que se espera virem a reduzir as emissões de dióxido de carbono num total combinado de aproximadamente 5000 toneladas por ano:

PETEC

– Instalou um sistema de geração de energia fotovoltaica (instalado em 2009, com capacidade de geração de energia: 50 kW de painéis solares HITTM; será ampliado para 624 kW em 2019).

– Alterou toda a eletricidade adquirida para fontes de energia 100% renováveis (utilizando o “Plano Ecológico Hidráulico” da Kansai Electric Power e certificados não fósseis);

– Utilizou o crédito J para compensar as emissões de CO2 dos combustíveis fósseis.

No futuro, a PETEC promoverá medidas que utilizem tecnologias desenvolvidas internamente, incluindo o reforço das atividades de conservação de energia, o aumento da utilização de energias renováveis como o calor geotérmico e a introdução de tecnologia para absorver, separar e utilizar o CO2 emitido pelos combustíveis fósseis.

PECBE

– Instalou na fábrica um sistema de geração de energia eólica com 100 metros de altura (instalado em 2016, com uma capacidade de geração de energia de 2 MW);

– Alterou toda a eletricidade adquirida para fontes de energia 100% renováveis;

– Substituiu as caldeiras que utilizavam combustíveis fósseis por outro tipo de sistemas que, adicionalmente, poupam energia.

Além disso, com o objetivo de tornar a fábrica mais ecológica, a PECBE está a promover diversas atividades, incluindo a utilização de iluminação LED, a adoção de um automóvel elétrico como veículo da empresa e a utilização de resíduos de madeira para as paredes da nova cantina da fábrica.