Parque Aventura Lipor tem vindo a crescer de forma significativa desde o início do ano

Parque Aventura Lipor tem vindo a crescer de forma significativa desde o início do ano

Nos 3 primeiros meses da época alta de 2019, o interesse dos cidadãos pelo Parque Aventura e Trilho Ecológico Lipor tem vindo a crescer de forma significativa, anuncia a Lipor em comunicado. Durante os meses de maio, junho e julho, visitaram o Parque Aventura 25.373 pessoas. Nesses mesmos meses, os visitantes entregaram mais de 7 toneladas de resíduos de embalagem para reciclar. Na informação enviada, lê-se ainda que de 1 de janeiro a 31 de julho, percorreram o Trilho Ecológico Lipor 15.250 pessoas. Até ao dia 31 de julho, o Parque Aventura e o Trilho Ecológico Lipor receberam mais de 50 mil visitantes.

No Parque Aventura são várias as atrações: desde o Parque Radical, ao Circuito de Arborismo, passando pelo Campo de Minigolfe, Minicampo de Futebol, até aos Circuitos Pedonais, de Corrida e de Bicicleta, Jogos Tradicionais, Mini Slide, Miradouro… o Parque Aventura está sempre pronto para o receber.

Com a abertura do Trilho Ecológico, em setembro de 2017, aumentaram as atrações, uma vez que além da vertente de promoção do desporto, da caminhada e do contacto com o ar livre, o Trilho permite aos cidadãos conhecer e observar a biodiversidade existente junto ao rio Tinto, ajudando à proteção, preservação e valorização do património ambiental. São 4 quilómetros repletos de aventura, biodiversidade e pontos de interesse, que podem também ser visitados virtualmente com o Roteiro Digital 4.0.

A atividade formativa não foi esquecida. Assim, todos podem participar nas atividades realizadas para grupos organizados, as quais ocorrem todas as terças e quintas. Nestas atividades os grupos são sensibilizados para as temáticas ambientais, como a necessidade de preservação do ambiente, dos recursos e da biodiversidade. Os interessados podem, ainda, realizar festas de aniversário, piqueniques/ convívios com a família ou amigos, sentar-se a ler um livro, apreciar a paisagem envolvente ou, simplesmente relaxar e descansar. Tudo isto de forma gratuita, uma vez que apenas é solicitado aos visitantes que tragam resíduos recicláveis como forma de “custo simbólico”.