Parque urbano revoluciona centro de Rio Tinto

Parque urbano revoluciona centro de Rio Tinto

O centro de Rio Tinto, Gondomar, vai mudar radicalmente. Onde agora existe uma das zonas com mais trânsito e confusão em horas de ponta, sobretudo junto à rotunda em frente às piscinas municipais e nos acessos ao centro comercial Parque Nascente vai nascer, no final de 2018, um grande pulmão verde. O lançamento do concurso do que será o primeiro parque urbano do concelho acontecerá “até ao final do verão, garantiu ao Jornal de Notícias, o presidente da Câmara, Marco Martins.

A população vai passar a usufruir de um espaço verde em pleno centro da cidade – perto da Junta, da igreja, do metro e do cnetro de saúde, incluindo os terrenos da antiga feira – conferindo ao parque uma área total de aproximadamente 36.500 m2. Já a obra vai custar 2,6 milhões de euros, que serão assumidos integralmente pela autarquia.

De realçar que o desenho do novo parque urbano vai obrigar a uma revolução no trânsito, uma vez que a sua extensão vai fazer desaparecer um troço de 90 metros da Rua da Ranha, junto à rotuna das piscinas.

O parque além de incluir “uma zona ampla para concertos”, vai também contemplar “uma zona para piqueniques, dois parques infantis, um bar e uma zona de casas de banho, um parque de bicicletas (que serão alugadas) e mais uma ligação à plataforma do metro”, referiu Marco Martins.

A Ribeira da Casquinha (um afluente do rio Tinto) ficará a céu aberto, sendo “transformada num lago”.