Pesca da sardinha interdita a partir de hoje em Portimão

Pesca da sardinha interdita a partir de hoje em Portimão

Depois de Peniche e Nazaré terem visto a quota de sardinhas para pescar esgotada, notícia que tem gerado muitos protestos por parte do setor das pescas, chegou a vez de Portimão ver interdita a pesca deste peixe. Hoje, a partir do meio-dia, o município fica proibido de pescar, seguindo-se Olhão, onde a paragem deverá acontecer dentro de poucos dias, revela o Correio da Manhã.

A organização de produtores Barlapescas, a que pertence a frota de Portimão, recebeu ontem a notificação da Direção-Geral de Recursos Naturais do esgotamento da quota de 728 toneladas. Jorge Vairinhos, da Barlapescas, critica o modelo de quotas, que leva a que “uns tenham de parar e outros possam continuar a pescar”. Segundo este dirigente, as quantidades foram definidas “de forma desigual”, com base no “historial de pesca” em vez de ser definido “um limite igual por barco”. Em relação aos apoios anunciados pelo Governo, Jorge Vairinhos afirma que “só estão assegurados por três meses, mas, na realidade, vamos estar parados uns sete ou oito meses”.

A outra organização de produtores algarvia, Olhãopesca, também está com a quota quase esgotada. O que resta só deverá dar para mais dois ou três dias.

A imposição, que entra em vigor quase uma semana depois da interdição na zona de Peniche e da Nazaré, deve-se ao facto dos armadores de Portimão terem esgotado a quota local anual de 700 toneladas de captura de sardinha.