Plano para a Bioeconomia Sustentável aprovado em Conselho de Ministros

Plano para a Bioeconomia Sustentável aprovado em Conselho de Ministros

O Plano de Ação para a Bioeconomia Sustentável – Horizonte 2025 foi aprovado esta quinta-feira, 25 de novembro, em Conselho de Ministros, depois do período de consulta pública, no qual participaram empresas, associações comerciais e industriais e particulares, anuncia o Governo.

Segundo uma nota divulgada pelo Ministério do Ambiente, a Bioeconomia Sustentável centra-se no “processamento e valorização de matérias-primas biológicas”, no “estabelecimento de novas cadeias de valor” e no “desenvolvimento de bioprodutos de valor acrescentado com novas funcionalidades ou que substituam outros, de origem fóssil”.

O Plano de Ação para a Bioeconomia Sustentável comporta cinco eixos de intervenção, que vão da produção sustentável e da utilização de recursos biológicos de base regional até ao desenvolvimento de uma biondústria circular e sustentável, através da investigação e inovação, valorizando deste modo a capacidade científica e tecnológica nacional.

De acordo com a mesma nota, esta resolução do Conselho de Ministros enquadra ainda medidas setoriais previstas no Plano de Recuperação e Resiliência quanto à promoção da Bioeconomia Sustentável que representam um investimento global de 145 milhões de euros. Estes fundos servirão para “mobilizar investimentos em projetos da indústria do têxtil e vestuário, do calçado e da resina natural”, refere o Governo.