Poluição atmosférica associada à morte de 3 milhões de pessoas

Poluição atmosférica associada à morte de 3 milhões de pessoas

Categoria Advisor, Investigação

A poluição atmosférica está associada à morte de 3 milhões de pessoas, diz um estudo Organização Mundial de Saúde (OMS). Segundo o documento, 92% da população mundial respira ar poluído.

Os dados presentes no relatório “Poluição do ar ambiente: uma avaliação global da exposição e do peso da doença”, divulgado na terça feira, dia 28 de setembro, pela OMS, conclui que cerca de 3 milhões de pessoas morrem anualmente por causas associadas à poluição atmosférica. O que pode agravar doenças agudas, pulmonares obstrutivas crónicas, cancro do pulmão, doença isquémica do coração e a acidente vascular cerebral.

O ano de 2012 foi um período em que 6,5 milhões de mortes foram associadas à poluição do ar, sendo que uma em cada nova mortes resultou de condições relacionadas com este tipo de poluição.

O estudo mostra ainda que 92% da população mundial vive em locais em que a qualidade do ar excede os limites definidos como seguros, pela OMS, sendo este, 10 microgramas por metro cúbico de partículas finas, anualmente. Segundo a agência Lusa, este valor é excedido em todos os países lusófonos, com exceção de Portugal (9) e Brasil (10).

De acordo com o relatório, a maioria das mortes associadas à poluição do ar (90%), acontecem em países de baixo e médio rendimento. Afeta mais, deste modo, o sudeste asiático e o pacífico ocidental, porém, a OMS alerta que este é um problema para todo o mundo.