Poluição do ar é ainda muito elevada na maioria dos Estados-Membros da UE

Poluição do ar é ainda muito elevada na maioria dos Estados-Membros da UE

Categoria Advisor, Investigação

As concentrações dos principais poluentes atmosféricos permanecem muito altas na maioria dos países europeus. De acordo com os dados oficiais da Agência Europeia do Ambiente (EEA, sigla em inglês), publicados esta terça-feira, 21 de setembro, a maioria dos Estados-Membros da União Europeia (UE) excedeu pelo menos um ou mais dos limites legais da UE para poluentes no ar ambiente em 2019.

O briefing da EEA “Europe’s air quality status 2021apresenta os dados oficiais mais recentes para 2019, bem como os dados provisórios para 2020, sobre as concentrações dos principais poluentes atmosféricos medidos em mais de 4.500 estações de monitorização em 40 países europeus.

Os dados da AEA mostram que “a poluição do ar ainda é um grande risco para a saúde dos europeus”. Por exemplo, na Europa Central e Oriental, a queima de combustíveis sólidos para aquecimento doméstico e indústria resulta em altas concentrações de partículas finas e grossas, bem como benzo (pireno), altamente cancerígeno. A exposição a partículas finas causa doenças cardiovasculares, cancro de pulmão , entre outras, que levam a mortes prematuras. Em cidades de maior dimensão, as altas concentrações de dióxido de nitrogênio persistem devido ao tráfego rodoviário, com o dióxido de nitrogénio ligado à asma e problemas respiratórios. E, especialmente no sul da Europa, os poluentes emitidos pelas atividades humanas reagem com o calor e a luz solar para produzir altas concentrações de ozónio ao nível do solo, associadas a doenças cardiovasculares e irritação dos olhos, nariz e garganta, lê-se no site da agência.

Qualidade do Ar na Europa – 2020

Os dados da EEA mostram que a qualidade do ar na Europa melhorou em 2020, uma vez que as medidas de prevenção para controlar a propagação da Covid-19 conduziram a uma queda nas emissões dos transportes, combinada com padrões meteorológicos favoráveis. Uma análise da AEA sobre os impactos das medidas de contenção à Covid-19 na qualidade do ar em 2020 é apresentada num briefing separado e mais extenso no relatório Qualidade do Ar na Europa – 2020.

Foto: Reuters