Portucel tem razões para sorrir

Portucel tem razões para sorrir

Categoria Ambiente, Florestas

O ano de 2015 está a ser positivo para as contas da Portucel. Em comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários (CMVM), a empresa  revelou os resultados do terceiro trimestre.

A fabricante de pasta e papel, registou ganhos líquidos de 141,9 milhões de euros, um aumento de 6,6% em relação ao mesmo período do ano passado conseguido graças à “evolução favorável do preço da pasta e do papel” e na inclusão do negócio de tissue no universo de consolidação do Grupo. A melhoria alargou-se aos restantes indicadores-chave das contas, como o Ebtida, as vendas totais e os resultados operacionais.

Os lucros neste trimestre foram de 41,5 milhões de euros, uma descida de 29,3% em relação ao trimestre anterior. O volume de negócios atingiu 1,2 mil milhões de euros até setembro, um aumento de cerca de 5,8% quando comparado com o valor registado nos primeiros nove meses de 2014.

O Ebtida consolidado subiu para 294 milhões, o que representa um aumento de 23,2%. Para além dos resultados gerados pela atividade tradicional do Grupo, este valor de Ebtida inclui também um valor positivo de 5,5 milhões resultante das operações da empresa AMS, assim como um montante negativo de cerca de 3,4 milhões relativo ao impacto das operações de futuros negócios, nomeadamente o projeto de Moçambique e o projeto de pellets nos Estados Unidos, ambos ainda em fase de investimento.

Os resultados financeiros foram negativos, em 44,9 milhões, e comparam com um valor também negativo de 24,6 milhões nos primeiros nove meses de 2014.