Portugal é o segundo país do mundo com mais praias fluviais galardoadas com Bandeira Azul

Portugal é o segundo país do mundo com mais praias fluviais galardoadas com Bandeira Azul

São 372 as praias portuguesas galardoadas com Bandeira Azul este ano. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira por José Archer, presidente da ABAE (Associação Bandeira Azul Da Europa), em conferência de imprensa. Este ano, a Bandeira Azul foi atribuída também a 16 portos de recreio e marinas, menos duas do que em 2020 (nove no continente e sete nas regiões autónomas) e 11 embarcações de ecoturismo, mais duas do que no ano passado (cinco em Portugal continental e seis na Madeira).

Feitas as contas, há mais 12 praias com bandeira azul, relativamente a 2020. As 372 praias galardoadas estão distribuídas por 98 municípios, cinco dos quais entram pela primeira vez na lista: Fafe (Braga) Oleiros (Castelo Branco), Avis (Portalegre), Óbidos (Leiria) e Beja. 

A lista da Bandeira Azul contempla 330 praias costeiras, mais oito do que em 2020, e 42 fluviais, mais quatro do que no ano passado. 12 praias na lista são novas, seis são reentradas e 15 são centros azuis, menos um do que em 2020. 

Portugal é o segundo país do mundo com mais praias fluviais galardoadas com Bandeira Azul: “Atendendo à dimensão territorial muito expressiva, temos vindo a traçar um percurso muito firme na conquista de novas praias fluviais com bandeira azul”. José Archer frisa a “vontade dos promotores, municípios e gestores que têm mantido” a distinção, “apesar de todas as diversidades do ano”

Região por região

  • Região Norte: 79 praias galardoadas em 14 concelhos
    • 72 costeiras (mais duas que em 2020)
    • 7 fluviais (mais uma que em 2020)
  • Região Centro: 46 praias galardoadas em 21 concelhos
    • 29 praias costeiras
    • 17 fluviais
    • reentrada do concelho da Guarda
  • Região Tejo:  62 praias galardoadas em 20 concelhos
    • 50 praias costeiras  (mais 13 que em 2020)
    • 12 interiores (mais 2 que em 2020)
    • entrada de 4 concelhos
    • 6 novas praias com bandeira azul
  • Alentejo: 37 bandeiras em 11 concelhos
    • 31 praias costeiras
    • 6 praias fluviais (mais uma que em 2020)
    • entrada do concelho de  Beja
  • Algarve: mantém recorde de bandeiras azuis atribuídas com 87 praias, todas costeiras (as mesmas do ano passado)
  • Açores:  45 praias galardoadas em 11 concelhos
    • mais 3 praias que em 2020
  • Madeira: 16 praias galardoadas 

Cerimónias oficiais de hastear primeira bandeira azul

  • 1 de junho – Praia costeira – Praia do Moledo, no concelho de Caminha (Viana do Castelo).
  • 15 de junho – Praia fluvial  – na Albufeira de Santa Clara,  em Odemira (Beja).
  • 5 de junho –  Marina – Marina de Vila do Porto, na ilha de Santa Maria (Açores).

Recuperação de Ecossistemas

A Assembleia Geral das Nações Unidas declarou o período 2021-2030 como a Década das Nações Unidas para a Recuperação dos Ecossistemas. Foi com base no impacto que a degradação dos ecossistemas tem no bem-estar de milhões de pessoas que o Programa Bandeira Azul 2021 vai dedicar-se à “Recuperação”.

Se um terço das áreas mais degradadas do planeta for restaurada e protegidos os ecossistemas ainda saudáveis, é possível absorver e armazenar carbono equivalente a metade de todas as emissões humanas de gases de efeito de estufa e evitar a extinção de 70% das espécies ameaçadas”, disse o presidente da ABAE. 

Em 2021, de acordo com a coordenação nacional do Programa Bandeira Azul, os promotores do Programa Bandeira Azul de Praias, Marinas e Embarcações de Ecoturismo são desafiados a olhar para os ecossistemas, identificar aqueles que podem recuperar e desenvolver atividades nesse sentido. Por outro lado, também são incentivados a juntar-se e apoiar os que já estão em curso, uma vez que qualquer trabalho beneficia se conseguir o maior número de parceiros possível.

Consulte aqui a lista de todas as praias, marinas e embarcações com Bandeira Azul na época balnear de 2021.

Cristiana Macedo