Pragas destruíram mais de um terço de culturas agrícolas em Moçambique nos últimos 11 meses

Pragas destruíram mais de um terço de culturas agrícolas em Moçambique nos últimos 11 meses

O Governo de Moçambique anunciou hoje em Maputo que entre 30% e 40% das culturas agrícolas do país se perderam devido a pragas, desde abril de 2017 até à data, considerando a situação preocupante.

O milho tem sido atacado pela lagarta do funil, o coqueiro pela praga do “amarelecimento letal”, a banana pelo mal do panamá e o tomate enfrenta a lagarta mineira, referiu a porta-voz do Conselho de Ministros, Ana Comoana, no final da reunião do órgão.

As autoridades permanecem em vigilância face ao risco de ocorrência de necrose letal de milho, detetada na Tanzânia, Quénia, Uganda e Sudão, acrescentou Comoana.

*Foto Lusa