Projecto “Futuro” distinguido pela Universidade das Nações Unidas

Categoria Ambiente, Florestas

O Projecto “Futuro”, que visa a plantação de 100 mil árvores no Porto, foi distinguido como projecto de excelência pela Universidade das Nações Unidas (UNU).

A iniciativa do Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável (CRE.Porto), liderada pela Universidade Católica do Porto e pela Área Metropolitana do Porto (AMP), promove a educação-acção para a sustentabilidade. O reconhecimento foi atribuído em Okayama, no Japão, no âmbito do 9º Encontro Global dos Centros Regionais de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável. O projecto português destacou-se na categoria de “Capacitação e Envolvimento da Comunidade através da Educação-Acção”, nomeadamente pela aposta na melhoria e expansão das florestas urbanas nativas. A concurso encontravam-se 31 iniciativas de todo o mundo, que foram submetidas à UNU durante o ano de 2014.

O projecto “Futuro” arrancou em 2011 e prolonga-se até 2016. Resulta num esforço planeado e coordenado de várias organizações e cidadãos com o objectivo de criar florestas urbanas nativas na região, tendo como meta reflorestar cerca de 100 hectares de áreas ardidas, livres ou que necessitam de reconversão com cerca de 100 mil árvores de espécies nativas da região. O território de intervenção estende-se pelos 17 municípios da AMP sendo que, até ao momento foram plantadas, mantidas e monitorizadas mais de 37 mil árvores nativas nos vários municípios. O projecto conta com o envolvimento de 37 instituições, mais de 6400 participações voluntárias individuais e mais de 17 mil horas de voluntariado.