Projeto da Helexia evita emissão de 273 toneladas de CO2 em fábrica de cerâmica

Projeto da Helexia evita emissão de 273 toneladas de CO2 em fábrica de cerâmica

Categoria Advisor, Empresas

A Soladrilho, empresa de cerâmica no Entroncamento, já usufrui de autoconsumo solar, uma solução que torna a fábrica mais independente do consumo da rede elétrica e, em paralelo, evitar a emissão de 373 toneladas de CO2 por ano. Este projeto foi promovido e desenvolvido pela Helexia, que englobou o investimento de aproximadamente 800 mil euros, que a par da central fotovoltaica permitiu remoção de 11.200 m2 de coberturas de fibrocimento, material que contém amianto, e a sua substituição por coberturas em painel sandwich.

Para Luís Pinho, country director da Helexia Portugal, “esta parceria representa mais uma contribuição da Helexia à Transição Energética, económica e ecológica de um setor produtivo e exportador Nacional”.

Segundo uma nota divulgada pela Helexia, a central fotovoltaica tem uma potência de 537 kWp e uma produção anual estimada de 829 MWh e vai permitir à Soladrilho reduzir a fatura energética, contribuindo para uma maior competitividade nos custos de operação.  A Soladrilho tem volume de negócio de cerca de 7,9 milhões de euros, exportando cerca de 85% da sua produção para mercados como França, Espanha, China, Rússia e Estados Unidos.

“O consumo de energia representa cerca de 30% na estrutura de custos, sendo que a Soladrilho já possui uma unidade de cogeração alimentada a gás natural, cuja eletricidade é vendida à rede, com aproveitamento do calor no processo produtivo”, acrescenta Luís Pinho.

O setor da cerâmica em Portugal é eminentemente exportador e para se ser competitivo e manter a boa performance do volume de negócios neste mercado global, obriga a uma gestão minuciosa de vários fatores.  Sendo um forte consumidor de energia, representando o gás e a eletricidade uma fatia muito importante do custo industrial. A instalação da central fotovoltaica na Soladrilho contribui para uma redução dos custos com a eletricidade e o reforço da imagem corporativa sustentável da empresa.