Projeto de bike sharing da EMEL arranca na Semana Europeia da Mobilidade

Projeto de bike sharing da EMEL arranca na Semana Europeia da Mobilidade

A fase piloto do sistema de bicicletas públicas partilhadas da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) chegou ao fim. A partir de hoje, 19 de setembro, arranca a nova fase da rede de bicicletas partilhadas com a marca Gira.Bicicletas de Lisboa. Às 10 estações já instaladas no Parque das Nações, que oferecem 100 bicicletas, irão faseadamente adicionar-se as restantes estações à operação, até perfazer as 140 estações e 1.410 bicicletas que compõem o sistema.

O serviço Gira tem três modalidades de adesão: o Passe Anual e o Passe Mensal, destinado apenas a residentes em Portugal, com um custo de 25€ e 15€, respetivamente, e o Passe Diário com um custo de 10€. A estes valores de subscrição do serviço acrescem as tarifas de utilização que têm como objetivo promover a utilização do sistema para viagens pendulares (casa-trabalho ou casa-escola), tipicamente de curta duração, por oposição às viagens de lazer. Até ao final deste ano, a tarifa do 1º período de utilização – 0,10€, em bicicleta convencional, e 0,20€ em bicicleta eletricamente assistida, por cada 30 minutos – será gratuita.

A fase piloto teve início no dia 21 de junho e decorreu no Parque das Nações, tendo sido disponibilizadas 90 bicicletas – 2/3 das quais eletricamente assistidas – em 10 estações.
Durante mais de 2 meses, participaram ativamente no projeto 1.600 beta testers que realizaram mais de 20.000 viagens e percorreram uma distância superior a 40.000 quilómetros, tendo tido a oportunidade de testar o sistema, os equipamentos (bicicletas e estações), o serviço de operação e a App de cliente desenvolvida pela EMEL.

“Esta primeira fase foi muito importante para recolher as recomendações dos utilizadores que participaram no projeto piloto, envolvendo a comunidade no desenvolvimento do serviço, e identificar oportunidades de melhoria. Registámos cerca de 270 viagens diárias. Com a GIRA, a EMEL aumenta o leque de serviços de mobilidade que oferece à cidade”, salienta Luís Natal Marques, presidente do Conselho de Administração da EMEL.

Os utilizadores passam a ter um único login, e um saldo comum, para utilizar nos serviços da Plataforma de Mobilidade da EMEL, o GIRA e o ePark.

Números do projeto-piloto:
– 20.832 viagens
– 40.000 km percorridos
– 1.600 utilizadores
– 1/3 dos quais realizaram 10 ou mais viagens durante a fase piloto (correspondendo a 80% do total das viagens)
– Mais de 11.000 inscrições para beta testers
– Classe etária predominante 31-40 anos (34%)
– Género: 1/3 feminino; 2/3 masculino
– 89% das viagens realizadas em bicicleta eletricamente assistida
– Duração das viagens:
·47% com duração inferior a 10min
·74% com duração inferior a 20min
·82% com duração inferior a 30min