Projeto Educativo da Galp chega ao Ensino Secundário

Projeto Educativo da Galp chega ao Ensino Secundário

O novo projeto educativo da Galp chama-se Switch UP e destina-se aos estudantes, com mais de 15 anos, a frequentar o Ensino Secundário e Profissional. Com o objetivo de incentivar a mudança de comportamentos para um consumo mais eficiente de energia, o projeto promove a criação de clubes nas escolas para o desenvolvimento de iniciativas relacionadas com a eficiência energética, a discussão de ideias e o envolvimento da comunidade.

O Switch UP é financiado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos e conta com a parceria da Agência Portuguesa do Ambiente, Agência para a Energia, Direção Geral de Energia e Geologia, Direção Geral de Educação e Comissão Nacional da UNESCO Portugal.

“Promover um consumo mais eficiente dos recursos energéticos junto da sociedade é há muito um compromisso assumido pela Galp. Tendo em conta que a empresa produz, distribui e fornece energia, o desenvolvimento de programas educativos sobre eficiência energética tornou-se uma linha central na sua estratégia de sustentabilidade e um caso de estudo no domínio da educação ambiental”, refere a empresa em comunicado.

Pelo oitavo ano consecutivo, a empresa continua a levar às escolas os seus programas educativos sobre eficiência energética, que este ano apresentam uma grande novidade – projeto Switch UP – que se junta agora à Missão UP, implementada nas escolas do 1.º Ciclo de Ensino Básico desde o ano letivo 2010/2011, e Power UP, que decorre nas escolas de 2.º e 3.º Ciclo desde o ano letivo 2014/2015.

Tendo como denominador comum a promoção da eficiência energética e a inter-relação entre todas as fontes de energia – fósseis e renováveis – junto dos alunos, comunidade escolar, pais, encarregados de educação e sociedade, os três projetos apresentam características distintas, quer em termos de públicos-alvo, quer de atividades a realizar em meio escolar.

Ao longo dos últimos sete anos letivos, a Galp deu 3442 aulas de energia, impactando mais de 1 milhão e 300 mil alunos com os seus programas educativos sobre eficiência energética. A Missão UP esteve presente em 3514 escolas do 1º ciclo do Ensino Básico, abrangeu mais de 1 milhão de alunos e envolveu mais de 113 mil professores e outros membros da comunidade educativa. O projeto Power UP registou a adesão de 254 escolas do 2º e 3º ciclo do Ensino Básico, envolvendo mais de 5000 estudantes nas suas atividades.