Quadrante divulga projeto de execução e estudo de impacte ambiental do circuito hidráulico de Évora

Quadrante divulga projeto de execução e estudo de impacte ambiental do circuito hidráulico de Évora

Categoria Águas, Ambiente

A PROCESL, empresa do Grupo Quadrante, desenvolveu em consórcio e no âmbito do plano de expansão do perímetro de rega do Alqueva, o Projeto de Execução e Estudo de Impacte Ambiental do Circuito Hidráulico de Évora e respetivo Bloco de Rega. O Circuito Hidráulico de Évora tem a sua origem na Estação Elevatória EE2 do perímetro de rega do Monte Novo e é constituído por uma elevação, conduta adutora/elevatória com, aproximadamente, 1.283 metros de extensão, reservatório da Espinheira com um volume útil de 50.000 m3 e sistemas de filtragem.

O bloco de rega de Évora beneficia uma área de cerca de 3.000 hectares, com uma rede de distribuição com sensivelmente 26.2 km, 25 hidrantes e 45 bocas de rega. Está localizado na margem direita do Rio Guadiana e abrange as freguesias de Horta das Figueiras, Nossa Senhora da Machede e Torre de Coelheiros.

Para Carlos Fernandes Jorge, administrador da PROCESL e responsável da área de Infraestruturas Hidráulicas do Grupo Quadrante, “este é um projeto com especial importância para uma região portuguesa, onde o regadio tem um papel fundamental para o setor primário.”

A PROCESL, empresa portuguesa com presença global, foi recentemente adquirida pelo grupo Quadrante reforçando, desta forma, a sua atuação e serviço aos seus clientes.