Quercus denuncia corte de 150 sobreiros para plantar eucaliptos em Mafra

Quercus denuncia corte de 150 sobreiros para plantar eucaliptos em Mafra

Categoria Ambiente, Florestas

O arranque ilegal de sobreiros em 2015 em Mafra redundou esta semana na preparação da terra onde estavam para a plantação de eucaliptos, denuncia a Quercus.

A 25 de agosto de 2015, a organização ambientalista denunciou junto do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (Sepna) da GNR o abate de sobreiros numa quinta com uma área próxima dos 10 hectares, localizada em Vale da Carva, no lugar de Carapiteira, freguesia do Gradil, concelho de Mafra. Apesar de ter sido aberto um processo de contra-ordenação, nada mais se passou.

Na altura, o Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial da GNR de Mafra deslocou-se ao local indicado pela Quercus, refere o Público, e das averiguações efetuadas, foi possível verificar o corte de 148 sobreiros adultos e jovens em “bom estado vegetativo” e “sem respetiva autorização”.

Em abril deste ano, Domingos Patacho, coordenador do grupo de trabalho de florestas da Quercus, recebeu a indicação de que estariam a ser arrancados na quinta de Vale da Carva os cepos dos sobreiros e também de eucalitpso velhos que tinham sido cortados em agosto de 2015. Esta operação significa “a perda da prova” do corte ilegal de sobreiros, sublinhou o dirigente da Quercus.

Domingos Patacho critica a ausência de resposta do ICNF na sequência do auto de notícia do Sepna, mas espera que o processo não tenha ficado “na gaveta”.