RECICLA regressa no digital com mais conteúdos e imagem renovada

RECICLA regressa no digital com mais conteúdos e imagem renovada

A Sociedade Ponto Verde (SPV) volta a publicar a revista RECICLA que vai apostar num “mundo de conteúdos, visões, temas e sugestões que interessam a quem gosta de sentir o pulsar da atualidade e da sustentabilidade”. Exclusivamente no digital, a revista assume-se como um meio plural, com informação de diversos quadrantes, histórias de muitas cores, vários pontos de vista, ângulos e expressividades, através de uma postura descontraída e contemporânea.

De acordo com a SPV, a RECICLA traz a sustentabilidade ao lar, à moda, à gastronomia, à ciência, às pessoas, à cultura e às viagens. Entra no quotidiano a inspirar e a celebrar o que de melhor se faz e o que de melhor podemos fazer.

A marca RECICLA, enquanto conceito e materialização, “é a tradução visual à letra da personalidade da revista. Ilustra os vários materiais da reciclagem e o potencial transformador que existe em cada um”, explica a SPV em comunicado.

Resumindo, a RECICLA não pretende ser uma bandeira da reciclagem, mas sim uma fonte natural de informação que alimenta o dia-a-dia com conteúdos que interessam, com um piscar de olho a um mundo mais sustentável.

“A nova vida da RECICLA, agora no digital, mostra que 2019 é um ano de desafios. Neste caso, estamos a reforçar o nosso papel enquanto porta-voz e promotor de formas de vida mais sustentáveis. A revista será o meio de chegar ainda mais perto das pessoas, com conteúdos atuais, ajustados às necessidades do nosso tempo. Queremos inspirar a mudança e continuar a contribuir para um futuro melhor”, afirma a CEO da SPV, Ana Isabel Trigo Morais.

Alguns dos destaques do regresso da RECICLA são uma entrevista à apresentadora de televisão Isabel Silva, dicas para fazer um ecoponto doméstico e uma análise às cinco melhores apps de ambiente, entre outros.

Os conteúdos estão distribuídos em cinco novas secções:

  • Fora da caixa: Projetos empreendedores que inspiram o leitor a fazer parte da economia circular.
  • Mãos à obra: Truques e boas ideias para colocar a sustentabilidade em prática no dia-a-dia.
  • Lado a: Conversas com caras conhecidas que levam a sustentabilidade ao peito.
  • Quantos queres: O ambiente em números e resultados.
  • Aqui vou eu: Roteiros, planos e outras sugestões onde o lazer e o ambiente se encontram.