Reciclagem em Portugal cresce 6,4% em 2021

Reciclagem em Portugal cresce 6,4% em 2021

Categoria Ambiente, Resíduos

A recolha seletiva de embalagens registou, em 2021, um aumentou de 6,4%, face ao ano anterior, tendo sido encaminhadas mais de 435 mil toneladas para reciclagem. Os dados, partilhados pela Sociedade Ponto Verde, indicam que as as embalagens são o único fluxo de resíduos urbanos a cumprir com as metas nacionais.

Entre os materiais que são colocados nos ecopontos, o plástico é o que regista um dos maiores crescimentos, com um volume de embalagens recicladas que aumentou 14% só no ano passado. Os dados destacam ainda o desempenho da reciclagem de vidro, material que cresceu 5% em 2021, uma tendência que se tem vindo a verificar, de forma consecutiva, nos últimos dois anos, e que é ainda mais significativo por ter coincidido com a aplicação das medidas de combate à pandemia que levou, em diversos momentos, ao encerramento temporário dos estabelecimentos comerciais do canal HORECA, um setor com muito peso para os resultados de reciclagem de embalagens de vidro.

No entender da SPV, o desempenho deste material reflete o esforço conjunto da sua cadeia de valor (fabricantes, embaladores, distribuição, horeca), que tem vindo a trabalhar afincadamente numa estratégia conjunta para melhorar resultados e alcançar as metas nacionais, resultado de  um compromisso entre os agentes do setor.

“Os resultados globais de 2021 revelam um bom desempenho do SIGRE (o Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens) o esforço contínuo da Sociedade Ponto Verde na gestão do fluxo de embalagens”, declara a CEO da Sociedade Ponto Verde, Ana Trigo Morais, assegurando que “estamos todos comprometidos com o cumprimento das metas da reciclagem em Portugal e nós, em particular, temos vindo a trabalhar de forma muito próxima com todos os agentes da cadeia de valor das embalagens para fomentar a inovação, mas também com os consumidores para incentivar a comportamentos cada vez mais sustentáveis e que sejam ainda mais participativos no processo de reciclagem das embalagens que resultam do seu consumo”.

Foto: Lipor