Redução de custos energéticos em escritórios liberta capitais para gestão (atualizada)

by Inês Gromicho | 12 Maio 2016 10:21

O esforço de poupança energética e consequente redução de custos não encontra eco apenas no segmento residencial. Os edifícios de escritórios são parte integrante neste desiderato, contribuindo simultaneamente para a sustentabilidade ambiental das empresas, mas também para a melhoria da sua competitividade, ao libertar recursos consideráveis para outros pontos fundamentais da gestão, avança o Público.

A otimização do uso da energia elétrica é, como outros fatores, exemplo de boas práticas empresariais que podem reduzir bastante os gastos da empresa. A ERSE desenvolve um plano simples para redução dos custos energéticos nos escritórios, baseado num conjunto de boas práticas, fácil de implementar, e que permite obter reduções até 20%.

Desde logo a ERSE recomenda que se privilegiem as soluções de iluminação baseadas em lâmpadas fluorescentes, quer as clássicas de tubos, quer as compactas. Uma lâmpada convencional de 100W proporciona a mesma luz que uma lâmpada de baixo consumo de 20w e ao final de um ano terá uma poupança de cerca de três euros por ano por cada hora diária de utilização e têm um período de vida útil quatro a 10 vezes superior a uma lâmpada convencional.

Ao mesmo tempo, opte pela utilização de equipamentos de classe energética mais eficiente, incluindo computadores e monitores com a designação EnergyStar. Nos monitores, o uso da proteção de ecrã não reduz o consumo de energia. A redução de consumo verifica-se no modo standby.

Desligue os aparelhos em modo standby (monitores, rádios, wifi) sempre que preveja ausências de utilização superiores a 30 minutos. Desligue todas as luzes que se encontram acesas desnecessariamente, por exemplo, nos armazéns, nos quartos de banho ou cozinhas.

Também a RNAE – Associação das Agências de Energia e Ambiente, em parceria com a Inteli e a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, e apoiada pela ERSE no âmbito do Plano de Promoção para a Eficiência no Consumo de Eletricidade, promove a utilização racional da eletricidade nos escritórios, tendo lançado a ferramenta Energy OFF, que permite às empresas portuguesas poupar até 15% dos seus consumos energéticos através de uma ferramenta grátis de gestão energética.

O Energy OFF permite fazer um diagnóstico dos consumos energéticos e tornarem-se mais eficientes na sua gestão. Por outras palavras, criar escritórios eficientes em Portugal. Esta ferramenta tem por base metodologias simplificadas da ISO 50001 – Sistemas de Gestão de Energia.
Será ainda realizado um concurso, onde serão distinguidas as três empresas que alcançarem uma maior redução dos seus consumos de energia, servindo assim de exemplo para a divulgação junto de outras empresas. As vencedoras serão galardoadas com o Prémio “Energy OFF”. Para participação no concurso terão que aderir ao projeto até ao dia 30 de junho de 2016.
Para saber mais sobre este projeto consulte aqui: http://aderir.energyoff.pt/[1].

Endnotes:
  1. http://aderir.energyoff.pt/: http://aderir.energyoff.pt/

Source URL: https://www.ambientemagazine.com/reducao-de-custos-energeticos-em-escritorios-liberta-capitais-para-gestao/