Redução do petróleo fragiliza economia de vários países

Categoria Ambiente, Energia

A redução do preço do petróleo está a fragilizar a economia de vários países, refere o jornal I. Em geral, os investimentos na indústria do petróleo caíram para o seu nível mais baixo desde 2000. E, de acordo com o último relatório da Agência Internacional de Energia (AIE), vamos continuar a assistir a um excesso de oferta que deverá prolongar-se durante o próximo ano, apesar do crescimento do consumo.

Segundo a AIE, as reservas de crude – que já estão em níveis recorde – vão continuar a crescer, mesmo com o consumo a aumentar para máximos de cinco anos, em 2015, e com os fornecimentos fora da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) a cair, no próximo ano, pela primeira vez desde 2008.

Segundo as estimativas da AIE, o excesso de oferta a nível mundial atingirá 1,4 milhões de barris por dia no segundo semestre deste ano, antes de abrandar para cerca de 850 mil barris diários em 2016.

O excedente de produção no segundo trimestre foi de 3 milhões de barris por dia, o nível mais alto em 17 anos, de acordo com os dados da agência.