REN aposta em máquinas inovadoras para limpeza de florestas e prevenção de incêndios

REN aposta em máquinas inovadoras para limpeza de florestas e prevenção de incêndios

Categoria Ambiente, Florestas

A Redes Energéticas Nacionais (REN) e a BERMARTHOR realizaram a demonstração de uma máquina pioneira na limpeza das florestas: o RAPTOR 300. A iniciativa enquadrou-se no âmbito da Expoflorestal, que teve início na passada sexta-feira e que terminou este domingo, em Albergaria-a-Velha. A REN adquiriu cinco “RAPTOR 300”, que vão permitir “uma melhoria das atividades de silvicultura e gestão de combustível”, permitindo uma “maior eficácia na defesa da floresta contra incêndios”, explica em comunicado.

Para João Gaspar “a utilização de máquinas com recurso a tecnologias inovadoras, terá como resultado uma maior produtividade na limpeza das florestas”. Ao mesmo tempo, “estamos a potenciar as nossas infraestruturas como uma mais valia na prevenção e no combate aos incêndios florestais. Ao manter as faixas limpas, potenciamos oportunidades de combate aos diversos agentes da proteção civil, nomeadamente os Bombeiros”, acrescenta o responsável da área de Servidões e Património da REN.

Para Tomás Marques “esta é uma oportunidade de demonstrar que com máquinas desenhadas e construídas com o propósito especifico para a limpeza das florestas, é possível ter uma grande produtividade e que são uma boa alternativa aos meios mecânicos mais tradicionais”. O responsável da BERMARTHOR refere ainda que “uma máquina destas tem uma produtividade superior a sessenta homens”.

No contexto da política da REN de proteção das florestas, contra incêndios, já foram implementadas várias ações, como por exemplo, a doação de viaturas a Bombeiros Voluntários e às equipas de prevenção de incêndios de vários concelhos do país. Por outro lado, tem sido realizado um amplo trabalho com recurso a mais de duzentos colaboradores – prestadores de serviços da REN na área florestal -, num investimento superior a seis milhões de euros, em 2018. O resultado foi a limpeza de mais de 22 mil hectares, o equivalente a 22 mil estádios de futebol nos últimos quatro anos. Num compromisso com o futuro, a REN tem como objetivo, este ano, limpar mais 10% de terrenos, que em 2018. Já nos próximos anos a REN planeia “executar uma área global sempre superior a 7.000 ha/ano”.