São necessárias medidas mais ambiciosas para promover uma agricultura sustentável, diz relatório da AEA

São necessárias medidas mais ambiciosas para promover uma agricultura sustentável, diz relatório da AEA

Reduzir as pressões da agricultura é fundamental para melhorar o estado dos rios, lagos, águas de transição e costeiras e mares da Europa, bem como das massas de água subterrâneas. Uma avaliação da Agência Europeia do Ambiente (AEA), publicada esta quinta-feira, mostra que é necessária uma maior aceitação de práticas de gestão agrícola sustentável para melhorar o estado da água, bem como a biodiversidade.

De acordo com o relatório “Água e agricultura; em direção a soluções sustentáveis”, as práticas de gestão agrícola devem basear-se em “princípios agroecológicos, agricultura biológica” e “soluções baseadas na natureza”. Para se conseguir, são necessárias medidas mais ambiciosas para promover uma agricultura sustentável na próxima política agrícola comum da UE 2021-2027.

Estudos recentes da AEA demonstraram que “muitas das águas superficiais e subterrâneas da Europa não estão em bom estado e o estado dos mares regionais da Europa é alarmante”, sendo que “as atividades agrícolas são uma importante fonte de pressão nas águas europeias”, devido à “poluição por nutrientes e produtos químicos, à captação de água e às alterações físicas nos habitats, incluindo através do armazenamento de água e drenagem do solo”. É assim urgente responder a estes desafios, uma vez que os impactos das alterações climáticas em partes da Europa agravam as pressões sobre a água e representam um risco para a produção agrícola, atenta a AEA. 

A avaliação da AEA mostra que existe uma grande variedade de medidas de gestão para fazer face às pressões agrícolas no ambiente hídrico. Embora algum progresso tenha sido feito para reduzir as pressões agrícolas no século 20, as pressões permanecem em níveis insustentáveis e com poucos sinais de melhoria nos últimos 10 anos. 

O relatório da EEA aponta três áreas de melhoria:

  • Adoção de melhores práticas de gestão sustentável baseadas em princípios agroecológicos, agricultura orgânica e soluções baseadas na natureza.
  • Implementação e integração das políticas da UE. 
  • Abordagens mais holísticas para facilitar a transição para uma agricultura sustentável. 

A Comissão Europeia apresentou várias iniciativas no âmbito do Acordo Verde Europeu para fortalecer a sustentabilidade, incluindo a biodiversidade 2030, as estratégias de adaptação à agricultura e ao clima, e a próxima diretiva de restauração e planos de ação de gestão equilibrada de nutrientes e poluição zero. Se totalmente implementados e operacionalizados, constata a avaliação da AEA, os novos objetivos ambiciosos vão contribuir para um futuro mais resiliente e sustentável.