Sea Life recolheu 180 quilos de material poluente na praia Internacional do Porto

Sea Life recolheu 180 quilos de material poluente na praia Internacional do Porto

Decorreu no passado fim-de-semana, na Praia Internacional do Porto, uma recolha de lixo promovida pelo Sea Life Porto, em associação com a Surfrider Foundation, uma organização não governamental dedicada à preservação dos oceanos e das praias, e a Escola de Surf Flower Power Surf School.

Ao todo, participaram 22 voluntários que, durante a manhã de domingo, recolheram vinte sacos de lixo, num total de 180 kg de material poluente. No areal foram encontrados mais de setecentos paus de chupa-chupa, seiscentas pontas de cigarro, quinze maços de tabaco, mais cem garrafas e tampas, dez copos e pratos de plástico, sete embalagens de comida e 32 sacos de plástico. Foram, também, encontrados objetos de uso pessoal, como fraldas, tampões e preservativos. Em vidro somam-se quase quatro centenas de pedaços. Além disto, foi também recolhido material de pesca, como boias, cordas e restos de redes.

“No final do verão, comprova-se que o maior inimigo do meio ambiente e a maior ameaça para as espécies animais é, sem dúvida, o ser humano. É, por isso, que no Sea Life promovemos, com frequência, estas ações de limpeza. Mas mais importante ainda é a educação e a sensibilização ambiental, numa ótica de prevenção”, realça Ana Ferreira, bióloga do Sea Life Porto. “É neste sentido que temos trabalhado ativamente através do fundo Sea Life Trust, que trabalha globalmente na proteção dos oceanos e da vida marinha”, acrescentou.

O Sea Life Porto trabalha todos os dias para transformar todos os visitantes em “verdadeiros embaixadores dos mares”, promovendo para o efeito uma série de atividades como limpezas de praia, exposições de sensibilização e recolha de donativos e de assinaturas para petições internacionais no âmbito da proteção das espécies.