Selo de cultivo sustentável em destaque nas novas embalagens da Sical

Selo de cultivo sustentável em destaque nas novas embalagens da Sical

Categoria Advisor, Empresas

A Sical anuncia uma nova e renovada imagem para as embalagens de café torrado moído e café em grão. “As embalagens estão mais modernas, intuitivas e com mais informação, permitindo um maior conhecimento sobre os vários tipos de café, as diferentes origens e métodos de preparação”, pode ler-se num comunicado divulgado pela marca de cafés portuguesa.

Redesenhadas a pensar em todos, a nova imagem das embalagens de Sical pretende destacar-se da concorrência, mantendo-se em linha com as marcas especialistas premium em todo o mundo. Uma das diferenças mais evidentes é o selo informativo presente na frente e no verso da nova embalagem, onde é possível ler toda a informação sobre a composição de cada blend.

“A par do progresso no âmbito das preocupações ambientais a que a Nestlé se propôs, a renovação da imagem é para nós um ponto fundamental porque veio colocar a Nestlé e Sical um passo à frente da concorrência. A mudança acompanha as tendências das coffee shops, ao mesmo tempo que preserva ilustrações que remetem para o lado mais artesanal da marca”, refere Teresa Roseta, marketing Manager de Cafés Nestlé Retalho.

Segundo o mesmo comunicado, as embalagens salientam ainda o selo de cultivo sustentável, que garante que o café é certificado pela 4C (Associação do Código Comum para a Comunidade do Café), uma entidade independente que assegura que os grãos de café respeitam determinados critérios de sustentabilidade. Desta forma, é possível rastrear os grãos de café e respetivos produtores, permitindo maior envolvência com as comunidades.

“O café Sical forma parte de um projeto de criação de valor para agricultores, comunidades e planeta, apoiando-os nos seus projetos de melhoria de processos. Projeto esse que procura ainda desenvolver condições para que a agricultura seja uma atividade economicamente atrativa para as atuais e futuras gerações de produtores de café”, declara Teresa Roseta.

A marca disponibiliza uma gama inspirada em várias origens do café, baseadas em diferentes cidades: Dak Lak no Vietname, Kerala na Índia, Nyeri no Quénia, Espírito Santo no Brasil, Masaka no Uganda e Santa Bárbara nas Honduras.

As embalagens já podem ser encontradas nos principais retalhistas.