1

Seminário no Politécnico de Leiria destaca os principais impactos dos incêndios sobre os recursos hídricos

O departamento de Engenharia Civil da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Politécnico de Leiria dinamiza, no próximo dia 18 de outubro, um seminário dedicado ao tema “Incêndios florestais & atividades económicas – Impactos sobre os recursos hídricos”, em colaboração com o Núcleo Regional do Centro e a Comissão Especializada de Hidráulica Fluvial da Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH). Esta iniciativa, que terá lugar na Biblioteca José Saramago do Politécnico de Leiria, a partir das 10h00, realiza-se um ano após os incêndios florestais que deflagraram na região Centro, a 15 de outubro de 2017.

“É objetivo deste seminário promover a análise dos problemas e a divulgação de ações que promovam uma boa gestão e planeamento dos Recursos Hídricos portugueses e da região Centro em particular, assim como no esclarecimento e interação com o meio técnico-científico e com a população, para que esta tenha uma melhor compreensão das questões associadas aos Recursos Hídricos”, salienta Ricardo Jesus Gomes, docente da ESTG, coordenador do departamento de Engenharia Civil e presidente do Núcleo Regional do Centro da APRH.
O programa inclui no período da manhã um debate, moderado por João Nazário, sobre o atual estado das massas de água na bacia hidrográfica do rio Lis, e que conta com a participação de vários representantes de instituições da região de Leiria com responsabilidades relacionadas com a gestão, o planeamento e a exploração dos recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio Lis.

À tarde o mote é a ocorrência dos incêndios florestais em Portugal e as consequências para os recursos hídricos. Nesta mesa, moderada por Rui Ferreira, estarão vários especialistas nacionais, e serão ainda apresentados vários pontos de vista, abertos a discussão, sobre de que forma são ameaçados os recursos hídricos no País, com a ocorrência e propagação de incêndios florestais, quais os impactes na saúde pública e possíveis soluções para mitigar essa ameaça.

Os interessados podem obter mais informação e realizar a sua inscrição no site.