Sesimbra dá a conhecer o património da água na freguesia do Castelo

Sesimbra dá a conhecer o património da água na freguesia do Castelo

Categoria Advisor, Agenda

No âmbito do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios que se assinala hoje a Câmara Municipal de Sesimbra está a organizar uma caminhada que tem como tema: “O património da água na freguesia do Castelo”. Numa nota enviada à imprensa, o município explica que esta iniciativa pretende “dar a conhecer mais sobre o Aqueduto do séc. XVIII e a Casa da Água do Santuário do Cabo Espichel”.

O ponto de encontro é junto à Capela da Azoia, por volta das 15h00. Aqui, será feita uma contextualização do projeto de levantamento do património da água da freguesia do Castelo, que está a ser realizado pela Câmara Municipal e pela junta de freguesia, e tem como objetivo a “identificação, inventariação e descrição histórica dos testemunhos materiais (fontes, fontanários, chafarizes, poços, minas, aquedutos, tal como o restante património associado) que chegaram aos nossos dias”, refere o município.

Ao longo da visita guiada pelo aqueduto do Santuário do Cabo é explicado o contexto da sua construção e os seus pormenores técnicos, na ótica da engenharia hidráulica do séc. XVIII, e dentro da lógica de funcionamento do complexo e da utilização do Santuário. Depois de uma caminhada de cerca de dois quilómetros, é altura de contemplar a Casa da Água do Cabo Espichel, restaurada recentemente pela Câmara Municipal. O edifício foi construído pelo Rei D. José, por volta de 1770, para receber água a partir da Azoia, através do aqueduto, que abastecia todo o conjunto.

A iniciativa conta ainda com o apoio da Junta de Freguesia do Castelo.