Siemens fornece subestação móvel de média tensão à EDP Distribuição

Siemens fornece subestação móvel de média tensão à EDP Distribuição

Categoria Advisor, Empresas

A EDP Distribuição voltou a escolher a Siemens para o fornecimento de uma subestação móvel de média tensão, passando agora a contar com mais um destes equipamentos no seu parque tecnológico. Estas soluções, fruto da engenharia nacional, estão em serviço um pouco por todo o país.

As subestações móveis e modulares que a Siemens tem fornecido à EDP Distribuição destacam-se pela máxima flexibilidade em situações de emergência ou de reforço da rede elétrica, facilitando a manutenção, reabilitação ou ampliação de subestações já existentes. Permitem ainda a redução dos tempos de instalação e comissionamento e são fáceis de transportar ou realocar, respeitando a legislação
local aplicável a transportes terrestres.

“A eficácia e fiabilidade desta solução foram chaves para que a EDP tornasse a confiar na Siemens. Estamos a falar de equipamentos tecnologicamente avançados, suportados por uma equipa de engenharia e gestão de projeto reconhecida, critérios fundamentais para dar resposta ao nível de exigência de um cliente da dimensão da EDP Distribuição”, sublinhou Fernando Silva, diretor da
divisão Energy Management da Siemens Portugal.

“A aquisição desta nova subestação móvel vem reforçar o portefólio das infraestruturas da EDP Distribuição e revela-se um importante contributo para a melhoria contínua do desempenho da EDP Distribuição, de norte a sul do país. É crucial que o ORD (Operador de Rede de Distribuição) tenha vários equipamentos móveis, pois num cenário de contingência de rede são muito importantes para garantir a continuidade do fornecimento de energia às populações. A Siemens é já um parceiro de referência da empresa, fazendo parte de vários projetos de inovação tecnológica da EDP Distribuição”, afirmou João Torres, presidente da EDP Distribuição.

Tecnologia made in Portugal

As subestações móveis, por norma, são usadas em dois âmbitos distintos: preventivo ou reativo. Ou seja, podem ser utilizadas quando é necessário fazer alguma intervenção ou reparação numa subestação fixa e não se pretende interromper o fornecimento de energia, ou em situações de emergência que coloquem fora de serviço instalações existentes, por exemplo aquando de incêndios ou catástrofes naturais.

A solução da Siemens, desenvolvida em Portugal, é muito compacta, podendo circular em estradas públicas sem restrições, e não exige que sejam feitos trabalhos de construção civil para a sua instalação – desta forma, os custos de instalação são menores que os das soluções tradicionais. Para a sua construção, a Siemens tem privilegiado diversos fornecedores nacionais, garantindo uma incorporação nacional acrescida.

Cada subestação móvel é composta por quatro módulos (transformador, painéis de distribuição isolados a gás, média tensão e painéis de distribuição isolados a ar) interligados entre si, no local a designar pelo cliente final. Um sistema de proteção, comando e controlo também desenvolvido pela equipa da Siemens Portugal garante que a operação destas subestações móveis se realiza com os elevados níveis de fiabilidade e continuidade de serviço exigidos pela EDP Distribuição. Além do fornecimento à EDP Distribuição, a Siemens já exportou esta solução para a Argélia e Moçambique.