Sistema de Saneamento de Rio de Moinhos entra na fase final de obras e assegura sustentabilidade ambiental

Sistema de Saneamento de Rio de Moinhos entra na fase final de obras e assegura sustentabilidade ambiental

Foi apresentada na passada sexta-feira, nos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Borba, a “fase final das obras de saneamento” que estão a decorrer na freguesia de Rio de Moinhos, pode ler-se numa nota enviada à imprensa.

No início do ano arrancaram duas empreitadas de obras públicas, a “Empreitada de Construção do Sistema Intercetor de Rio de Moinhos” e a “Empreitada de Conceção/Construção da ETAR de Rio de Moinhos”, que estão já em fase de conclusão.

A empreitada do sistema intercetor é composta por duas estações elevatórias, a EE de Barro Branco e a EE de Rio de Moinhos, respetivas condutas e emissários, que permitem recolher e transportar o efluente da aldeia do Barro Branco, Talisca e povoação de Rio de Moinhos, até à nova ETAR. Já a ETAR de Rio de Moinhos foi dimensionada para uma população de 3500 hab, equivalentes, para um caudal de 420 m3/dia (tempo seco) e 530 m3/dia (tempo húmido), cujo tipo de tratamento é lagunagem (lagoa anaeróbia, lagoa facultativa e lagoa de macrófitas) com duas linhas independentes, precedido de pré-tratamento constituído por grade grossa, tamisagem, desarenamento e desengorduramento.

Segundo a mesma nota, trata-se de um “investimento total de 1.831.323,62€, tendo a comparticipação do POSEUR em 892.500€”. A conclusão das obras de todo o sistema de saneamento de Rio de Moinhos, e posteriormente a sua entrada em pleno funcionamento, reflete o compromisso da Águas do Vale do Tejo e da EPAL em matéria de sustentabilidade ambiental e o culminar de um importante trabalho que tem sido desenvolvido em prol do Planeta e da qualidade de vida da comunidade.

Foto cedida pela Águas do Vale do Tejo