Sociedade Ponto Verde quer turistas a reciclar

Sociedade Ponto Verde quer turistas a reciclar

O impacto do turismo na produção e gestão de resíduos é o tema que vai levar as seis entidades portuguesas que integram o projeto URBAN-WASTE, entre elas a Sociedade Ponto Verde, a reunirem-se hoje, em Lisboa. Neste encontro será formalizado o compromisso de reduzir os resíduos associados ao setor turístico.

Para a Sociedade Ponto Verde, o setor tem sido um dos grandes motores da economia nacional e pode inspirar uma mudança nas mentalidades, tornando Portugal num destino ainda mais apetecível, mas, também, mais sustentável.

Estudar o impacto do fluxo turístico na gestão dos resíduos, bem como implementar medidas para a redução dos mesmos são os principais objetivos do projeto URBAN-WASTE. De forma a apresentar as medidas a desenvolver pelos parceiros aderentes, realiza-se na próxima semana a 4.ª Comunidade de Práticas para a Gestão de Resíduos do URBAN-WASTE, evento que terá lugar pelas 15h00, na Sala de Exposições do Paços do Concelho da Câmara de Lisboa.

Ana Isabel Trigo Morais, administradora delegada e CEO da Sociedade Ponto Verde, afirma que “esta é uma iniciativa que contribui para fazer a diferença, principalmente depois do boom turístico que recentemente vivemos. Para um turismo mais sustentável e consciente, torna-se indispensável um investimento em serviços e produtos que permitam uma resposta eficaz e eficiente em matéria ambiental, tanto para os portugueses como para quem vem conhecer o nosso país. E é nesse sentido que a Sociedade Ponto Verde está a trabalhar com as restantes entidades parceiras”.

A formalização deste compromisso contará com a presença das entidades envolvidas no âmbito do projeto, nomeadamente a Câmara Municipal de Lisboa, a Sociedade Ponto Verde, o Altis Hotels, o Neya Hotels, a Associação de Hotelaria de Portugal e o Turismo de Lisboa.

O URBAN-WASTE é um projeto com a duração de três anos e financiado pela Comissão Europeia no âmbito do programa HORIZON 2020, que procura reduzir os resíduos associados ao turismo em 11 cidades europeias, entre elas as cidades de Lisboa e de Ponta Delgada. Conta com 27 parceiros europeus.