SPV e Super Bock Super Rock promovem a reciclagem das embalagens

SPV e Super Bock Super Rock promovem a reciclagem das embalagens

A Sociedade Ponto Verde (SPV) associou-se, mais uma vez, ao festival Super Bock Super Rock, que arranca hoje em Lisboa, para promover a reciclagem de resíduos de embalagens. A SPV desafiou os festivaleiros para uma experiência interactiva, na qual têm de separar o maior número de resíduos de embalagens possível para manterem o equilíbrio da área do stand que recria uma cozinha inclinada. Para participar, os visitantes apenas terão que entregar uma embalagem usada e, já no interior do stand, são convidados a depositar correctamente, e no menor tempo possível, as várias embalagens existentes no local.

“A importância da adopção de comportamentos sustentáveis fora de casa em momentos de entretenimento tem crescido e reflectido a preocupação de todos com o ambiente e a poupança de recursos. Mais uma vez, a adesão do festival Super Bock Super Rock à certificação 3R6 é um exemplo da contínua aposta na separação e reciclagem de embalagens em diferentes momentos do quotidiano”, afirmou Luís Veiga Martins, Diretor-Geral da Sociedade Ponto Verde.

Na opinião de Miguel Araújo, Diretor de Parcerias e Comunicação da Unicer, “a preocupação com boas práticas ambientais está presente em toda a nossa cadeia de valor, onde se incluem os diferentes eventos que promovemos, pelo que o festival Super Bock Super Rock não é excepção”. “Defendemos que a certificação ambiental constitui um passo fundamental no desenvolvimento de uma sociedade cada vez mais sustentável”, sublinhou.

Os vencedores da iniciativa terão a possibilidade de receber um prémio pela sua participação e subir ao primeiro piso do stand da SPV para usufruir da zona lounge. Adicionalmente, através da certificação 3R6, atribuída pela Ponto Verde Serviços, o Super Bock Super Rock irá reforçar a adopção das melhores práticas no sentido de reduzir a produção de resíduos e maximizar as quantidades enviadas para reciclagem e valorização. Para além deste desafio, todas as dúvidas que ainda possam surgir sobre o destino adequado a dar aos resíduos produzidos poderão ser esclarecidas no recinto do Parque das Nações.