STAY HOTELS garante modelo de negócio sustentável capaz de proteger o ecossistema

STAY HOTELS garante modelo de negócio sustentável capaz de proteger o ecossistema

O respeito pelo meio ambiente e as iniciativas eco-friendly fazem parte do ADN da STAY HOTELS. Quem o diz é Diana Moura, Quality and Environmental Manager, sublinhando que a marca hoteleira está comprometida em “preservar os recursos do planeta” e em “promover um turismo sustentável”. Prova disso são as “boas práticas” e os “princípios de sustentabilidade” levados a cabo diariamente pelas unidades da STAY HOTELS, promovendo uma “gestão eco-eficiente para minimizar o impacto ambiental decorrente das suas atividades e serviços” e efetuando uma “utilização racional dos recursos naturais”. Da política ambiental da marca, Diana Moura destaca a “preservação dos recursos naturais, a redução do desperdício e a promoção da consciência ambiental dos nossos colaboradores e clientes”.

Das várias ações implementadas pelas unidades, a responsável salienta os diversos comportamentos amigos do ambiente que estão em curso há vários anos como a “redução do uso de embalagens, a correta separação de resíduos ou a disponibilização de bicicletas STRIDA para os hóspedes visitarem as cidades de uma forma ecológica e saudável”. No que concerne a soluções ambientais, a diretora refere que, no final de 2018, “substituímos os sacos de plástico usados para o embalamento de almofadas por sacos biodegradáveis à base de fécula de batata”, que se decompõem no fim da sua vida útil de forma natural. No buffet de pequeno-almoço, o destaque vai para as “embalagens mais ecológicas”, nomeadamente as de “vidro” para os iogurtes e as “bisnagas recicláveis em alumínio de grande formato” para as compotas, em detrimento das embalagens de plástico em doses individuais. Para além disso, a STAY HOTELS disponibiliza água da marca “Earth Water”, a “única em Portugal produzida em embalagens Tetra Pak e facilmente reciclável”.

Desde 2013 que a STAY HOTELS integra o “Green Cork” da Quercus, “um projeto que promove a recolha de rolhas de cortiça para reciclagem”, explica Diana Moura, destacando o grande objetivo em “financiar a plantação de árvores autóctones” através da iniciativa “Floresta Comum”, tendo já sido plantadas mais de 925 mil árvores. Este projeto já permitiu a “recolha de mais de 84 milhões de rolhas” e respetiva reciclagem, dando vida a outros produtos como “materiais de construção, componentes para automóveis e aeroespaciais ou artigos de moda”, avança a responsável. Para a STAY HOTELS, o projeto “enquadra-se perfeitamente” na política de sustentabilidade da empresa, uma vez que “procuramos todos os dias acompanhar as soluções mais ecológicas e inovadoras”, contribuindo “ativamente para a redução dos resíduos e a proteção ambiental”. Para além disso, o “Green Cork” traz inúmeras vantagens ambientais: “Ao reciclar as rolhas de cortiça, estamos a dar outra vida a este material natural”, expressa a diretora, acrescentando o facto de “estarmos a contribuir para a reflorestação pois as verbas desta recolha revertem para a plantação de novas árvores”.

Com os “olhos postos” na sustentabilidade, a STAY HOTELS pretende “continuar o caminho para o desenvolvimento sustentável do turismo”, através de “ações e iniciativas que sejam socialmente justa e ecológica e economicamente viáveis”. Na visão de Diana Moura, com um modelo de negócio sustentável, que invista em “boas práticas ambientais e sociais” e que “explore os recursos naturais de modo consciente”, será “possível proteger o ecossistema e as comunidades locais”.

STAY HOTELS marca ambientalmente certificada
Desde 2016, a STAY HOTELS é certificada nas normas ISO 9001 e ISO 14001, pela LRQA (Lloyd’s Register Quality Assurance) que comprovam o compromisso da marca com a satisfação dos seus clientes e com a aplicação de boas práticas ambientais, no que diz respeito à poupança energética, gestão de recursos naturais, separação e valorização dos resíduos, utilização de materiais biodegradáveis e participação em campanhas nacionais e regionais de preservação ambiental. Foram atribuídos, ainda, a diversos hotéis os selos de Responsabilidade Social “We Share” e de Sustentabilidade Ambiental “We Care”, atribuídos pela AHP – Associação de Hotelaria de Portugal.

Cristiana Macedo