STCP terá 274 novas viaturas, movidas a gás natural e elétricas até ao final do ano

STCP terá 274 novas viaturas, movidas a gás natural e elétricas até ao final do ano

Categoria Ambiente, Energia

Desde o passado dia 15 de março que a STCP (Sociedade de Transportes Colectivos do Porto) conta com mais 21 autocarros movidos a Gás Natural Comprimido, lê-se numa nota de impressa.

Estas novas viaturas são as primeiras a entrar em circulação de um lote de 86 adquiridas ao abrigo do II aviso do POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), o que permitirá à STCP “substituir veículos em fim de vida, com mais de 16 anos, bem como prestar um serviço mais eficiente, em termos económicos e ambientais, e reduzir significativamente as emissões de carbono”, refere um comunicado divulgado pela operadora.

Até outubro de 2021, segundo a STCP, serão integrados na operação os restantes 60 autocarros movidos a Gás Natural Comprimido, 77% dos quais têm como característica diferenciadora ter o piso totalmente rebaixado.

Ainda ao abrigo deste II aviso do POSEUR estão abrangidos “mais cinco autocarros 100% elétricos, com autonomia para 350 km, que entram em operação também em outubro de 2021”, refere o comunicado.

No final do ano, quando o processo de renovação de frota ficar concluído, a operadora de transportes públicos da AMP (Área Metropolitana do Porto) terá em operação “274 novas viaturas, movidas a gás natural e elétricas” e o “mix energético da frota, que contabiliza 420 autocarros, será composto por 79% CNG, 5% eletricidade e 16% diesel”.

Como resultado da renovação da frota, a STCP tem vindo a reduzir significativamente as emissões de CO2 dos seus veículos: “Menos 2 mil toneladas de emissões de CO2 foram propagadas em 2020, comparativamente a 2019”, declara a operadora, destacando que a “substituição de viaturas antigas por novas a gás natural e elétricas e, em 2020 um menor consumo de combustível, graças à diminuição do trânsito, tiveram um papel determinante na obtenção destes valores”. Estima-se ainda que a eletricidade, proveniente apenas de fontes renováveis, utilizada na operação e nas instalações da empresa tenha evitado a emissão de 1125 toneladas CO2 no ano passado.

Numa primeira fase (entre 2018 e 2020), a STCP, ao abrigo do I aviso do POSEUR, já havia adquirido 188 viaturas, sendo 173 autocarros movidos a Gás Natural Comprimido e 15 viaturas 100% elétricas, além da instalação de postos de carregamento para veículos elétricos e implementação de novos postos de abastecimento a gás.

O posto de abastecimento a gás da Estação de Recolha da Via Norte – recentemente aberto ao público – é a maior estação de L-CNG da Europa, em termos de capacidade (armazenagem de Gás Natural Liquefeito e Gaseificação).