Terra de Esperança quer plantar 500 mil árvores para reflorestar Portugal

Terra de Esperança quer plantar 500 mil árvores para reflorestar Portugal

A Serra do Açor verá esta semana os seus primeiros sete hectares a reflorescer na zona que foi devastada pelos incêndios no último verão. Aqui, serão plantadas mais de cinco mil árvores, numa ação de voluntariado ambiental que junta colaboradores, parceiros, clientes e fornecedores da Galp.

Esta iniciativa enquadra-se no movimento Terra de Esperança que resulta da parceria estabelecida entre a empresa de energia e a ANEFA-Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente, para responder à necessidade urgente de reflorestar o país. A Galp financiou 500 mil árvores e uma plataforma que permitirá à ANEFA dar uma nova dinâmica a ações de voluntariado que ajudem as zonas que arderam nos dois últimos anos a virarem a página.

“A nossa floresta está prestes a colapsar. Os incêndios dos últimos anos devastaram o País e é urgente reflorestar,” afirma Pedro Serra Ramos, presidente da ANEFA. “É com enorme alegria que vemos empresas e a sociedade civil associarem-se a esta causa e a ajudarem-nos a elevar a nossa missão para um novo patamar.”

“Foi com grande sentido de missão que abraçámos esta parceria. Não podíamos deixar de fazer parte do movimento de esperança de que o País necessita e que merece,” diz Joana Garoupa, diretora de Marketing e Comunicação da Galp. “No desenvolvimento deste projeto – que não se esgota aqui – deparámo-nos com realidades e vivências que nos tocam profundamente. Estamos convictos que podemos, com este movimento, criar a energia necessária para dar alento às populações que foram diretamente atingidas por esta tragédia, mas também contagiar todos os portugueses para juntos trabalharmos nesta causa comum.”

O Terra de Esperança está disponível para todos os que queiram participar. Basta aceder a www.anefa.pt e inscrever-se como voluntário. Será posteriormente contactado para participar numa ação de plantação na zona que indicar.

Para além do Terra de Esperança, a Galp, através dos seus distribuidores locais, está a desenvolver uma iniciativa com 17 municípios – Arganil, Carregal do Sal, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Nelas, Oliveira de Frades, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Pedrogão Grande, Penacova, Pinhel, Santa Comba Dão, Seia, Tábua, Tondela, Sever do Vouga, Vouzela – assegurando a colocação de uma árvore de Natal nas praças destas cidades, homenageando de forma simbólica todas as vítimas deste verão e levando uma luz de esperança nesta época natalícia.