Trofa investe um milhão de euros na requalificação e valorização do Rio Ave

Trofa investe um milhão de euros na requalificação e valorização do Rio Ave

A Câmara Municipal da Trofa, viu aprovada a sua candidatura para recuperação e valorização da Rede Hidrográfica do Ave (Trofa), no âmbito do apoio à transição climática “Reabilitação da Rede Hidrográfica” no valor de um milhão de euros.

Em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a aprovação da candidatura permitirá concretizar um conjunto de intervenções de “limpeza e consolidação” de uma parte substancial da rede hidrográfica do rio Ave. Além da “limpeza, desobstrução, desassoreamento dos rios e ribeiras dos afluentes do rio Ave no Concelho”, destaca-se a “preservação e reposição da galeria ripícola, contemplando 9 linhas de água”, a “estabilização das margens e beneficiação de habitat para espécies ribeirinhas em domínio hídrico”, a “reabilitação de três infraestruturas hidráulicas degradadas no rio, correspondendo a construções já existentes no meio hidrográfico, com tradição na gestão do recurso hídrico, no controlo dos níveis dos planos de água, na contenção das margens e gestão do regime hidrográfico” e, o “reforço dos sistemas de monitorização da qualidade da água”, pode ler-se num comunicado, divulgado pelo município.

“O trabalho desenvolvido entre a Câmara da Trofa e a Agência Portuguesa do Ambiente permite-nos garantir o futuro dos nossos rios, potenciando que possamos, a médio prazo devolver o rio e o usufruto pleno das suas margens à população”, declara Sérgio Humberto, presidente da Câmara Municipal da Trofa, acrescentando que “o projeto garante um aumento considerável da qualidade de vida local e permite-nos beneficiar de um recurso fantástico, que é o rio Ave, e que nas últimas décadas, esteve arredado de todos os Trofenses. Felizmente já recuperamos algum contacto com o Rio a partir do momento em que construímos o nosso fabuloso Parque das Azenhas, que é já um ex-libris da região”.

Com um prazo de execução de 20 meses, a intervenção é financiada pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020), com um investimento elegível de 1.045.339,90€.