UAlg lança licenciatura em Gestão Marinha e Costeira em Dia Europeu do Mar

UAlg lança licenciatura em Gestão Marinha e Costeira em Dia Europeu do Mar

Categoria Advisor, Formação

Com o objetivo de chamar a atenção para a importância dos recursos marinhos, hoje, 20 de maio, celebra-se o Dia Europeu do Mar. É este Mar que a Universidade do Algarve chamou a si para estudar há mais de 35 anos, que serve de mote para a criação do novo curso de licenciatura em Gestão Marinha e Costeira, que irá funcionar já no próximo ano letivo, 2016/2017.

Aproveitando para conhecer o seu potencial e para melhor intervir no ordenamento dos seus recursos, este curso pretende capacitar os estudantes para a gestão sustentável das diversas atividades relacionadas com o mar, bem com formar profissionais capazes de intervir e colaborar na definição de políticas, na gestão integrada do mar e do litoral, na exploração sustentável e utilização dos recursos marinhos e na preservação e valorização do património natural, histórico, cultural e social relacionado com o oceano, as zonas costeiras e a economia azul.

Relativamente às saídas profissionais, esta licenciatura permite aos seus diplomados o exercício de funções em empresas particulares de exploração dos recursos marinhos e costeiros e do turismo e, também, em organismos públicos nacionais e estrangeiros, responsáveis pela definição das políticas para o mar e orlas costeiras.

Com uma duração de 6 semestres (3 anos), este curso tem como provas de acesso um dos seguintes exames nacionais: Biologia e Geologia, Matemática A ou Geografia.

Ministra do Mar congratula a UAlg pela criação deste novo curso
Ana Paula Vitorino, ministra do Mar, congratula a Universidade do Algarve por esta iniciativa, demostrativa do empenho desta instituição na formação de recursos humanos qualificados nas disciplinas das Ciências do Mar, salientando o objetivo expresso desta nova licenciatura de sustentar e dinamizar o setor empresarial em vários domínios da economia do mar. A colocação em empresas de recursos humanos altamente qualificados potenciarão, necessariamente, o sucesso económico das mesmas, e é um passo fundamental para se materializar com sucesso o desígnio nacional do regresso ao “mar português.”

Também António Branco, reitor da UAlg, considera que “o Mar está ligado à Instituição desde a sua criação e é sentido como seu património e estandarte. Quer o Mar, quer os seus recursos têm um papel muito preponderante nas diversas atividades que aqui se desenvolvem, desde o ensino à investigação, sem esquecer a cooperação e a transferência de conhecimento”.