UE e S. Tomé e Príncipe assinam acordo de cooperação para água, saneamento e agricultura

UE e S. Tomé e Príncipe assinam acordo de cooperação para água, saneamento e agricultura

A União Europeia (UE) assinou hoje com o Governo são-tomense o 11.º Fundo Europeu de Investimento (FED) estimado em 28 milhões de euros, destinados a financiar obras nos domínios da água, saneamento e agricultura. A ajuda financeira da UE, que tem uma duração de cinco anos (2015/2020), está repartida em 20 milhões de euros para água e saneamento, 6,75 milhões de euros para fileiras agrícolas de exportação e 500 mil euros para o reforço da ajuda comunitária.

A UE financia ainda iniciativas para a promoção dos direitos humanos e desenvolvimento da sociedade civil em São Tomé e Príncipe, através de diferentes projetos em áreas como gestão de resíduos, luta contra a pobreza, segurança alimentar, proteção da biosfera e a luta contra a violência doméstica.

O 11.º FED foi assinado no Ministério dos Negócios Estrangeiros são-tomense pelo embaixador da união europeia para São Tomé e Príncipe, Helmut Kulitz, e pelo ministro das Finanças e Cooperação Internacional, Agostinho Fernandes.

“Acredito firmemente que esse apoio de financiamento possa responder as necessidades de São Tomé e Príncipe que definiu esses objetivos para os próximos anos e que nós decidimos apoiar”, disse Helmut Kulitz, citado pela Lusa.

O ministro agradeceu o apoio da UE por considerar que o mesmo “incide sobre duas áreas de concentração bastante importantes” para o arquipélago que são a água e o saneamento básico e a promoção das fileiras agrícolas de exportação. Agostinho Fernandes agradeceu ainda a “forma célere” como o relacionamento entre São Tomé e a delegação da União Europeia em Libreville (Gabão) se tem desenrolado “o que permitirá nos próximos tempos relançar alguns projetos no âmbito do 10.º FED que conheceram algum atraso”.