Universidade de Coimbra promove Conferência Internacional sobre Alterações Climáticas

Universidade de Coimbra promove Conferência Internacional sobre Alterações Climáticas

Categoria Advisor, Agenda

A 1.ª edição da iniciativa ISOCInternational Sustainable Ocean Conference decorre de 25 a 27 de setembro, no Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz. “Adaptação às Alterações Climáticas: Desafios Ambientais, Sociais e Económicos do Século XXI” é o tema do evento, organizado pelo Laboratório Marefoz, da Universidade de Coimbra, em parceria com o Município da Figueira da Foz. São esperados mais de 200 especialistas nacionais e internacionais que, durante três dias, vão apresentar novos resultados de I&D (investigação e desenvolvimento), discutir riscos e perspetivas sobre alterações, assim como descobrir novas tendências de crescimento económico sustentável.

Maria João Bebianno, perita da ONU para avaliação do estado do ambiente marinho no período 2017 2020 e diretora do Centro de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Algarve, será a keynote speaker da primeira sessão do dia 26 sob o tema “Adaptation to climate change in marine ecosystems“. Destaca-se também a intervenção de Guido Rianna, investigador na Euro-Mediterranean Centre on Climate Change, especialista internacional nos impactos geológicos e hidrológicos, incluindo deslizamento de terras, provocados pelas mudanças climáticas.

Esta iniciativa conta ainda com a participação de Benedicte Jacquemin, especialista em doenças  provocadas pela poluição do ar incluindo asmas, rinite, doenças cognitivas, cancro e infertilidade. Entre muitos outros oradores de renome nacional e internacional destacam-se André Beirão, professor da Escola de Guerra Naval do Brasil, e João Ataíde, secretário de Estado do Ambiente.

A redução das emissões de gases com efeito de estufa é determinante para o futuro da humanidade. Os impactos das mudanças climáticas são inevitáveis e vão implicar um processo de adaptação dos sistemas naturais e humanos a uma escala global, com vista a aumentar a sua resiliência.

Inserida no âmbito do projeto CentroAdapt, na ISOC 2019 a discussão será centrada na análise e discussão dos riscos e perspetivas sobre as alterações climáticas, com especial foco em três temáticas: Ecossistemas Marinhos, Construção Sustentável e Qualidade Ambiental.

Luís Simões da Silva, vice-reitor da Universidade de Coimbra e orador nesta iniciativa, considera que o evento é um “marco histórico” para a afirmação da região e de Portugal para a adaptação às alterações climáticas. “Com a organização desta conferência internacional a Universidade de Coimbra posiciona-se entre os principais interlocutores mundiais na tentativa de esclarecer a população dos riscos iminentes associados às alterações climáticas. Nós entendemos que o momento é fundamental para uma mudança de hábitos, para a estruturação de um futuro sustentável e alinhado com a nova conjuntura global. É nossa responsabilidade dar às próximas gerações uma qualidade de vida superior, baseada no respeito ao ambiente e na inclusão social”, acrescenta.

Durante três dias de sessões plenárias, workshops, atividades de networking, e exposições, participantes de todo o mundo irão analisar o estado-da-arte, apresentar resultados de investigação aplicada e soluções tecnológicas de adaptação às alterações climáticas, discutir os seus riscos e impactos, mas também identificar novas oportunidades de negócio e crescimento económico sustentável.

Em simultâneo à ISOC 2019 decorre a “FigueiraSea, Sustainable Expo Alliance” (www.figueirasea.com), uma feira do Mar e da Sustentabilidade, patente de 25 a 28 de setembro de 2019 na Praça do Forte, Figueira da Foz.

A participação na iniciativa ISOC 2019 é gratuita, mas sujeita a inscrição obrigatória em www.isoc2019.com/registration/[2].