Vendas de carros elétricos com o melhor ano de sempre

Vendas de carros elétricos com o melhor ano de sempre

Nunca se venderam tantos carros elétricos em Portugal como em 2015, no que foi o melhor ano de sempre nas vendas de carros zero emissões, avança o Jornal de Negócios. Face aos 189 modelos registados em 2014, no ano passado foram vendidos 645 carros elétricos, um crescimento de 241%, segundo dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

É preciso recuar até 2011 para encontrar um ano tão bom de vendas (203 unidades) de elétricos ligeiros de passageiros. Mas quais as razões que levaram ao crescimento das vendas do carro amigo do ambiente em 2015? A reforma da fiscalidade verde, introduzida em 2015 pelo Governo de Pedro Passos Coelho, é apontada pelo setor como tendo sido crucial para o disparo registado nas vendas. “Além do aumento da oferta das marcas representadas em Portugal, os incentivos introduzidos pela fiscalidade verde contribuíram para o crescimento”, diz o líder da Associação Portuguesa de Veículos Elétricos (APVE), Jorge Vasconcelos.

Um dos principais pontos desta legislação é a reintrodução dos incentivos à compra de carros verdes, com os automóveis em fim de vida (com dez ou mais anos de idade) a poderem receber um bónus entre os 3250 euros e os 4500 euros pelo seu abate. Neste pacote estão incluídos os híbridos “plug-in” cujas vendas também registaram um forte crescimento, com uma subida de 338% para um total de 438 unidades vendidas. Somando, carros elétricos e híbridos “plug-in”, o ano fechou com 1038 carros amigos do ambiente vendidos.

A menor autonomia face aos motores de combustão interna é ainda um dos principais entraves à sua compra, mas a evolução tecnológica nos próximos anos “vai tornar esta oferta cada vez mais válida para um cada vez maior número de utilizadores”, aponta Ricardo Oliveira, porta-voz da Renault Portugal.