Volvo XC40 Recharge é o primeiro carro 100% elétrico da Volvo

Volvo XC40 Recharge é o primeiro carro 100% elétrico da Volvo

Categoria Advisor, Empresas

A Volvo Car Portugal já deu as boas-vinda ao primeiro modelo 100% elétrico.

O novo Volvo XC40 Recharge 100% Elétrico debita 408cv e garante uma autonomia de 418km (WLTP). Leva 4,9 segundos até aos 100km/h e carrega cerca de 80% da carga total da sua bateria em apenas 40 minutos (carregamento rápido CC até 150kW em condições ideais), lê-se numa nota divulgada pela marca.

O novo modelo apresenta apresenta-se com equipamento de série muito completo, sendo de destacar as ofertas ao nível da Segurança e da Conectividade, nomeadamente:

  • Segurança: Slippery Road Alert, Lane Keeping Aid, City Safety, Blind Spot Information System, Hill Start Assist, Hill Descent Control.
  • Conectividade: Google Assistant, Display touchscreen de 9”, Carregamento de smartphone por indução, Volvo On Call.

Com este lançamento, a marca estreia um acompanhamento online específico, que pode ser visualizado aqui.

Primeiro modelo da marca equipado com a nova plataforma Advanced Driver Assistance Systems

O Volvo XC40 Recharge 100% elétrico foi construído com base nos excelentes níveis de segurança do XC40 original. No entanto, a estrutura frontal foi redesenhada e reforçada para se confrontar com a ausência de um motor e manter, acima de tudo, os níveis tradicionais de segurança da marca, refere o mesmo comunicado.

Para ajudar a manter os passageiros seguros e as baterias intactas em caso de colisão, a Volvo Cars desenvolveu uma nova estrutura. A bateria é agora protegida por uma “safety cage” integrada na estrutura do automóvel, explica a marca, acrescentando que a localização da bateria (no solo da viatura) permite baixar o centro de gravidade para melhor proteção em relação a capotamentos.

Também, na retaguarda, a estrutura do automóvel foi reforçada.  Já a motorização elétrica foi integrada na estrutura para obter uma “melhor distribuição de forças de colisão fora da cabine”, lê-se na nota.

Em termos de sistemas de segurança ativa, adianta a Volvo, este é o primeiro modelo da marca equipado com a nova plataforma Advanced Driver Assistance Systems (ADAS) que inclui software desenvolvido pela Zenuity, uma joint venture detida pela Volvo Cars e pela Veoneer. Esta nova plataforma ADAS apresenta um conjunto de radares, câmaras e sensores ultrassónicos. .

De acordo com Robin Page, Head of Design da Volvo Cars, “as raízes do design escandinavo são baseadas na clareza visual e na redução dos elementos. O XC40 é um excelente exemplo disso. O seu design arrojado é instantaneamente reconhecido e agora está ainda mais moderno na sua versão elétrica”. E, explica o responsável, “sem a necessidade de incluir uma grelha frontal, fomos capazes de criar uma frente ainda mais limpa e moderna enquanto a ausência de tubos de escape faz o mesmo na retaguarda. Este será o caminho que iremos seguir à medida que avançamos cada vez mais na eletrificação da gama”.

Primeiro modelo da marca que recebe atualização aérea do seu sistema operativo,

Ao nível da conectividade, a Volvo Cars redesenhou o Sistema de Infotainment. O “Powered by Android”,  oferece assim uma capacidade de personalização mais intuitiva e novos serviços e tecnologia Google.

A Volvo Cars foi a primeira empresa a fazer uma parceria com a Google com vista à integração de um Sistema de Infotainment powered by Android, onde se incluem Google Assistant, Google Maps e Google Play Store. As duas empresas têm sido parceiras ao longo dos últimos anos, lê-se na mesma nota.

O XC40 Recharge 100% Elétrico é o primeiro modelo da marca que recebe atualização aérea do seu sistema operativo, colocando a Volvo Cars na “vanguarda dos serviços conectados” dentro do setor automóvel: “Este novo modelo irá continuar a evoluir e a melhor ao longo do tempo com a aprendizagem que irá ser feita”, assegura a empresa.

Para Henrik Green , chief Technology Officer da Volvo Cars, “estamos finalmente a conseguir proporcionar no automóvel, o mesmo tipo de experiência que se consegue obter num smartphone, num contexto de segurança na estrada. Ao introduzirmos este tipo de atualizações, desde a manutenção a novas configurações, o automóvel conseguirá estar tão atualizado como outros produtos digitais”.