WaterWatt: Plataforma sobre eficiência energética para utilizadores

WaterWatt: Plataforma sobre eficiência energética para utilizadores

Categoria Ambiente, Energia

No âmbito do projeto WaterWatt, acaba de ser lançada em Bruxelas a Plataforma de Avaliação de Eficiência Energética (Plataforma E 3), como resultado final deste projeto europeu, do qual o ISQ é parceiro.

A Plataforma E 3 (E3 = Energy Efficiency & Evaluation) consiste numa plataforma inovadora gratuita, disponível online, com um conjunto de ferramentas que permitem ao utilizador realizar diagnósticos dos circuitos de água da sua indústria e efetuar uma análise comparativa da sua eficiência com valores de referência do setor. Para além deste diagnóstico, o utilizador tem também acesso a uma ferramenta de simulação user friendly, desenvolvida pelo ISQ, que permite construir o seu próprio circuito de água e avaliar soluções mais eficientes. No fundo, a Plataforma E3 dissemina know-how na eficiência energética com recurso, permitindo às industrias avaliarem e identificarem medidas de otimização energética sem necessidade de conhecimentos ou experiência em simulação.

Muriel Iten, responsável da unidade I&Di – Baixo Carbono & Eficiência Energética do ISQ acrescenta que “o projeto WaterWatt, através da E3 plataform, disponibiliza gratuitamente um conjunto de ferramentas e simulador online que permite, de forma simplificada, avaliar e otimizar circuitos de água industrial por parte de industriais, gestores de energia e profissionais da área”.

Os resultados deste projeto estenderam-se ainda à criação de uma app, a WaterWatt Mobile, desenvolvida através da Plataforma E3. Com o objetivo de estimular ao conhecimento, a plataforma utiliza o gamification que, de uma forma lúdica, incentiva os utilizadores a reterem conceitos e práticas de eficiência energética, com menor esforço. A app está disponível para smartphones Android e integra quizz e jogos interativos.

O Projeto WaterWatt — “Melhoria da eficiência energética em circuitos industriais de água” — teve início em abril de 2016 e tinha como objetivo principal aumentar a eficiência energética em circuitos industriais de água, através de ferramentas online de autoavaliação, benchmarking e suporte à decisão.

Durante três anos de desenvolvimento do projeto, foram realizados 11 casos de estudo nos países dos parceiros em diferentes sectores como indústria alimentar, indústria do aço, indústria do papel, indústria química e indústria farmacêutica.

O WaterWatt, coordenado pela Sociedade DECHEMA para Engenharia Química e Biotecnologia, integra um consórcio de 5 parceiros, sendo eles Portugal (ISQ), Alemanha (BFI), Noruega (SINTEF), Itália (LINKS) e Reino Unido (Escola de Ciências Sociais da Universidade de Cardiff) e foi financiado pelo programa de investigação e inovação Horizonte 2020 da União Europeia.