WebSummit: Ministro do Ambiente reafirma fim do uso de plástico na adminsitração pública

WebSummit: Ministro do Ambiente reafirma fim do uso de plástico na adminsitração pública

O ministro do Ambiente reafirmou, na Web Summit, a intenção do governo de, até ao final do ano, deixar de se poder usar objetos de plástico, como copos ou garrafas, nos departamentos da administração pública.

De acordo com a Lusa, João Pedro Matos Fernandes falava na cimeira tecnológica internacional Web Summit, que está a decorrer em Lisboa até quinta-feira.

“Vamos deixar de usar plásticos em todos os departamentos do Governo até ao final do ano”, disse o ministro sublinhando que “o Governo tem de dar o exemplo”.

Segundo João Pedro Matos Fernandes, no próximo ano já não haverá garrafas, copos ou sacos de plástico nos serviços da administração pública, uma medida muito aplaudida pela audiência e pelos participantes no painel dedicado ao ambiente onde participou também Alexandra Cousteau, neta do oceanógrafo Jacques Cousteau.

“Parabéns. Este tipo de liderança é importante”, disse a cineasta e ambientalista Alexandra Cousteau.

Já Paulo Mirpuri, da fundação Mirpuri, alertou para a necessidade de o plástico em determinadas áreas como a saúde, onde são usadas seringas ou cateteres feitos deste material, passar a ser substituído por um outro tipo de material com menos durabilidade.

A “Mirpuri Foundation” é uma organização sem fins lucrativos fundada pela Família Mirpuri e que desenvolve programas de investigação e projetos de apoio em áreas como a conservação marinha.

O ministro português do Ambiente reconheceu que os produtos médicos serão uma exceção e quando questionado sobre a dificuldade de tomar a decisão nos serviços governamentais portugueses de eliminar o plástico respondeu: “tivemos de criar um compromisso connosco”.

No futuro, assegura, há que sensibilizar os funcionários da administração central, mostrando que é possível usar outros produtos.