ZERO lança nova aplicação que permite conhecer a presença de substâncias químicas perigosas nos produtos

ZERO lança nova aplicação que permite conhecer a presença de substâncias químicas perigosas nos produtos

Categoria Advisor, Investigação

De acordo com dados recentes do Eurobarómetro, dos quais a ZERO teve acesso, indicam que “96% dos portugueses estão preocupados com o impacto que as substâncias químicas perigosas que estão presentes nos produtos do dia-a-dia podem ter na sua saúde”. Testes realizados em vários países europeus demonstram que “este receio não é infundado, pois é frequente encontrar substâncias que podem ser carcinogéneas, tóxicas para a reprodução, bioacumulativas, persistentes ou que interferem com o nosso sistema hormonal em artigos que usamos todos os dias”, atenta a Associação em comunicado. Face ao cenário a ZERO atenta para a necessidade de “maior transparência e partilha de informação com os cidadãos nesta área, por parte de quem produz, mas é também uma urgência que as empresas deixem de usar estas substâncias”. Para ajudar à transição para produtos mais seguros a Associação, no âmbito do projeto LIFE AskREACH financiado pelo programa LIFE da UE, lança esta sexta-feira uma aplicação para telemóvel, em conjunto com 12 outros países europeus: a Scan4Chem.

Trata-se de uma ferramenta colaborativa que permite aceder a informação sobre a presença de substâncias que suscitam elevada preocupação em artigos, caso esta já esteja disponível na base de dados, ou então rapidamente enviar um pedido de informação ao produtor.

Cada pedido de informação enviado, cada contacto de empresas recolhido por um utilizador, contribui para que todos os restantes utilizadores possam ter acesso a informação sobre a presença de substâncias perigosas em produtos e para que as empresas compreendam que têm que colocar no mercado produtos não tóxicos.
A app está disponível na Google store ou na Apple store.

Foto credita pelo site da ZERO