ZERO: “Não ao óleo de palma nos nossos depósitos!”

ZERO: “Não ao óleo de palma nos nossos depósitos!”

Categoria Ambiente, Energia

No passado mês de maio, o Parlamento Europeu votou pelo abandono do óleo de palma para produção de biodiesel, um “falso combustível verde”. Esta foi uma grande vitória, diz a ZERO, Associação Sistema Terrestre Sustentável, num comunicado enviado à imprensa.

Para a ZERO, cabe agora à Comissão Europeia concretizar, mas até que a decisão seja implementada com um ato jurídico até ao dia 1 de fevereiro de 2019, continuaremos a queimar óleo de palma nos nossos carros durante muitos anos.

Lê-se ainda no comunicado que “é preocupante o facto de a Comissão estar a ser pressionada pelos governos da Indonésia e da Malásia, e pelas grandes multinacionais produtoras de óleo de palma, para que os europeus continuem a utilizar óleo de palma para produção de biodiesel, ameaçando não assinar importantes acordos comerciais com a Europa”.

Foi por isso que um conjunto de ONG a nível europeu, entre as quais a ZERO, lançou uma petição para mostrar ao Presidente da Comissão, Jean-Claude Juncker, ao vice-presidente Frans Timmermans e aos principais Comissários Miguel Arias Cañete e Cecilia Malmström, que milhares de europeus não querem continuar a queimar óleo de palma no seu carro!

Em várias petições criadas para o efeito já recolhemos 400.000 assinaturas, mas o objetivo, segundo a ZERO é chegar às 500.000 até dia 1 de fevereiro.