Categoria “Verde” tem arrecadado maior verba no orçamento participativo de Lisboa

Categoria “Verde” tem arrecadado maior verba no orçamento participativo de Lisboa

Desde 2008, altura em que os lisboetas puderam começar a apresentar as suas propostas à Câmara Municipal de Lisboa já houve 5776 contributos. A verba dispensada pela autarquia a esta iniciativa em oito anos atingiu cerca de 29 milhões de euros. Das áreas pelas quais se distribuem as propostas dos lisboetas são diversas, assim como o têm sido os projetos vencedores, mas ao longo dos anos foi a categoria “Estrutura Verde, Ambiente e Energia” que arrecadou maior incentivo por parte dos votantes, indica o Público. Com um total de 26 projetos a passarem À execução desde 2008, reuniram o maior número de votos a reabilitação do Jardim Botânico de Lisboa, em 2013 – que é, aliás, o projeto com o maior número de votos (7533) na história do orçamento participativo – e o ULisboa em Bicicleta, que propôs em 2014 a criação de uma ciclovia articulada entre todos os campus da Universidade de Lisboa, espalhados pela cidade.

O orçamento participativo de 2016 teve início a 18 de Abril, com a receção de proposta por parte dos munícipes, e durou até 12 de Junho. Os projetos vencedores surgirão após a votação por parte dos cidadãos, que decorrerá entre 15 de Outubro e 20 de Novembro. Nessa altura, passam a estar incluídos no plano de atividades e orçamento da câmara. Não existe ainda uma data definida para a revelação dos projetos que serão executados. A previsão da verba global para os projetos vencedores de 2016 é de cerca de 2,5 milhões de euros.