Groupe PSA publica as emissões de poluentes dos seus veículos em condições reais de utilização

Groupe PSA publica as emissões de poluentes dos seus veículos em condições reais de utilização

Conforme fora prometido em março de 2017, o Groupe PSA adaptou o protocolo de medição de CO2 com as ONG T&E e FNE para a medição de poluentes (NOx e partículas). O Grupo publica assim os primeiros resultados obtidos em cinco veículos das marcas Peugeot, Citroën e DS, segundo a norma Euro6.d-temp.

Valores estimados de emissões em utilização real para um veículo com baixa quilometragem (1)
Modelos segundo
a norma Euro 6 RDE
NOx
(mg/km)
Nº de partículas (NP)
(1011 #/km)
Consumos
Resultados do Protocolo Limite para 2020 Resultados do Protocolo Limite para 2020 Resultados do Protocolo
Peugeot 208
1.2 PureTech 82 CVM
28 WLTP: 60
RDE: 90*
5,5 Sem limite legal 6,3
Peugeot 308
1.2 PureTech 130 CVM6
13 3,5 WLTP: 6,0
RDE: 9,0
6,8
Peugeot 308 SW
1.5 BlueHDi 130 CVM6
52 WLTP: 80
RDE: 120*
2,0 5,7
Citroën C3
1.5 BlueHDi 110 CVM6
40 0,8 5,0
DS 7 CROSSBACK
2.0 BlueHDi 180 EAT8
30 3,1 7,1

Estes bons resultados confirmam o desempenho das tecnologias empregues e o compromisso assumido pelo Groupe PSA de cumprimento, com três anos de antecedência, dos objetivos definidos pela futura regulamentação.

As medições de poluentes estarão disponíveis para 80% dos veículos Euro6.d-temp vendidos na Europa até ao final de 2018 em termos de Veículos de Passageiros (VP) e até final de 2019 para Veículos Comerciais Ligeiros (VCL). O protocolo de medições será estendido aos modelos da Opel em 2018 e às versões híbridas do Groupe PSA em 2019.

Adicionalmente, em complemento às medições de consumos de combustível em condições reais de utilização, já publicadas para os VP, o Groupe PSA publica este mês, nos sites das marcas, as medições de consumos para toda a sua gama de veículos comerciais ligeiros Euro 6.b: Peugeot Partner, Expert e Boxer e Citroën Berlingo, Jumpy e Jumper.

Esta abordagem produzida em colaboração com duas ONG – a T&E e a FNE – sob a supervisão do Bureau Veritas, foi reconhecida pela sua relevância e solidez através do galardão “ECOBEST 2017”.

Gilles le Borgne, diretor de Qualidade e Engenharia do Groupe PSA, refere que “os excelentes resultados medidos nos nossos primeiros veículos demonstram a relevância das opções tecnológicas feitas pelo Groupe PSA. Cumprimos o objetivo atual fixado pela regulamentação europeia com 3 anos de antecedência para as emissões de poluentes em condições reais de utilização. Iremos continuar com esta abordagem de transparência junto dos nossos clientes, através deste compromisso iniciado em 2015 e que continua a fazer a diferença no setor.”

Por sua vez Greg Archer, diretor de Veículos Ambientais da Transport & Environment, afirma que “a PSA é, sem sombra de dúvida, líder no modo de comunicação das emissões dos seus veículos em condições reais de utilização. Eles passam aos seus clientes, de um modo claro e transparente, informações sobre emissões poluentes, algo que nenhuma outra empresa faz. Ao agir desta forma, o Groupe PSA demonstra que nada tem nada a esconder.”

Philippe Lanternier, vice-presidente Executivo, Corporate & Business Developement, na Bureau Veritas, acrescenta que “a Bureau Veritas, organização independente e reconhecida internacionalmente, atesta que a extensão do protocolo às medições de emissões poluentes tem sido aplicada em conformidade com as mais recentes especificações em vigor e que os resultados são fiáveis. Estamos confiantes na contínua implementação do protocolo sem que tal comprometa os inerentes processos de auditoria.”