Mars anuncia compromisso de zero emissões de CO2 até 2050

Mars anuncia compromisso de zero emissões de CO2 até 2050

Categoria Advisor, Empresas

A Mars acaba de anunciar, em comunicado, o compromisso de atingir as zero emissões de gases com efeito de estufa (GEE) em toda a cadeia de valor até 2050, de forma a alinhar-se com o objetivo mais ambicioso do Acordo de Paris de limitar o aumento de temperatura global a 1,5°C.

De acordo com a empresa, este forte compromisso baseou-se nos resultados do relatório do Grupo Intergovernamental de Especialistas em Alteração Climática (IPCC) que reforçou a urgência de atingir as zero emissões a nível global para prevenir impactos negativos do aquecimento global. Desta forma, a Mars associa-se ao ‘Compromisso de Ambição Empresarial para 1,5ºC’ da Iniciativa dos Objetivos baseados na Ciência e a ‘Race to Zero’, enquanto acelera os seus esforços para atingir as zero emissões através de várias ações. São exemplo disso, a “redução absoluta de emissões em toda a pegada de GEE”, incluindo todas as emissões indiretas (por exemplo, viagens de negócios, emissões de clientes retail, utilização de produtos vendidos e fim de vida útil do produto) e a “definição de objetivos para um período de 5 anos para impulsionar a ação e efetuar um acompanhamento do seu progresso”; a “eliminação da desflorestação na sua cadeia de fornecimento, particularmente nas matérias-primas chave que têm maior impacto nas emissões”; “associar o salário dos executivos à redução de emissões da cadeia de valor de GEE”; ou “desafiar os mais de 20 mil fornecedores da Mars a tomarem medidas de combate às alterações climáticas e a estabelecerem objetivos significativos”.

Para Grant Reid, CEO da Mars, “a escala da intervenção global deve ser mais audaz e rápida. A alteração climática já está a ter um impacto no planeta e na vida das pessoas”. Na visão do responsável “este vai ser um desafio significativo, e não poderemos atingir o nosso objetivo sem a colaboração dos nossos associados, fornecedores, clientes, consumidores e parceiros. É muito importante que trabalhemos em conjunto para impulsionar o crescimento e alcance”.

A Mars está a impulsionar a ação climática no âmbito das emissões há mais de uma década através do seu compromisso, definido em 2009, para atingir as zero emissões em operações diretas até 2040.

O anúncio de atingir as “zero emissões” de CO2 foi desenvolvido a partir do seu Plano Sustentável numa Geração, avançando desta forma com o seu anterior compromisso de reduzir as emissões em toda a sua cadeia de valor em 67% até 2050 e, reforçando o seu ambicioso objetivo a curto prazo de reduzir os GEE em toda a sua cadeia de valor em 27% até 2025.

Desde 2015, a Mars tem reduzido as emissões em toda a sua cadeia de valor em 7,3% apesar do negócio continuar a crescer. Nas operações diretas, a empresa reduziu as emissões em 31% e já está no caminho certo para alcançar o seu objetivo provisório para 2025 (redução de 42%).

A principal marca da Mars, Royal Canin, quer atingir a neutralidade carbónica em todo o portfólio em 2025, com a sua primeira gama de produtos que tem como objetivo obter a certificação de neutralidade carbónica em 2022. Esta certificação será obtida através de “projetos financiados pelo preço interno do carbono”, uma “metodologia baseada na ciência para calcular a pegada de carbono de cada produto”, a “adesão à norma PAS 2060 para a neutralidade de carbono”, uma “abordagem mais eficaz com os sócios da cadeia de valor para minimizar as emissões de GEE” e, também, para “apoiar o crédito de iniciativas de carbono de elevada qualidade para as restantes emissões”.

O CEO da Mars acredita que “as nossas marcas desempenham um papel fundamental para impulsionar o progresso e principalmente em chamar a atenção dos consumidores para esta temática. Estou satisfeito por podermos fazer deste compromisso um futuro mais sustentável para as todas as pessoas, animais de estimação e o planeta”.

Foto: Facebook da Mars