Projeto ReBuild 17 premeia solução para novos produtos com incorporação de resíduos produzidos em obra

Projeto ReBuild 17 premeia solução para novos produtos com incorporação de resíduos produzidos em obra

O projeto ReBuild 17 lançou, no passado dia 20 de maio, um concurso de ideias destinado ao desenvolvimento de ideias para novos materiais ou produtos, com incorporação de resíduos de construção e demolição (RCD).

Previsto encerrar a 19 de julho, este concurso de ideias pretende incentivar pessoas a título individual ou coletivo, a apresentar propostas de desenvolvimento de produtos inovadores, que valorizem e incorporem uma percentagem de resíduos produzidos em obra, tais como o vidro, o plástico, a madeira, os agregados reciclados, as misturas betuminosas, o gesso cartonado ou EPS, comummente conhecido como esferovite. Os candidatos a concurso deverão apresentar ideias de novos produtos, materiais ou alternativas de incorporação de resíduos provenientes de obras construção e demolição, pode ler-se numa nota.

Os participantes do concurso poderão submeter uma ou mais ideias, sendo que esta iniciativa lançará quatro concursos em simultâneo: superfícies e revestimentos; mobiliário urbano; mobiliário interior; e tema livre. Através de critérios como potencial de materialização, ideia, potencial de impacto no mercado, inovação, potencial de circularidade e impacto do projeto para a Região Autónoma dos Açores, serão eleitas quatro propostas vencedoras: uma ideia vencedora por área de concurso. Cada um dos projetos vencedores irá receber um prémio monetário no valor de 1500 euros.

A eleição dos vencedores ficará a cargo do júri do concurso composto pelo diretor do Laboratório Regional de Engenharia Civil, Eng.o Francisco Fernandes; pelo professor Manuel Duarte Pinheiro, vice- presidente da Civil Engineering and Research and Inovation for Sustainability (CERIS), do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa; pela professora Maria João Barros, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade dos Açores; pela Arq.a Andrea Moura, técnica Superior da Direção Regional do Empreendedorismo e Competitividade (DREC); e pela professora Maria Milano, coordenadora dos cursos de Design de Interiores, professora adjunta e diretora do Mestrado de Design de Interiores da Escola Superior de Artes e Design (ESAD).

Esta iniciativa, promovida pelo projeto ReBuild 17, surge no âmbito do Programa Ambiente, financiado pelo mecanismo financeiro EEA Grants, e é promovido pelo Governo Regional dos Açores, através da Secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, pelo Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC), em parceria com a Fibrenamics Azores via Centro Inovação de Produtos Materiais Avançados (CIMPA), a Direção Regional do Ambiente e Alterações Climáticas e a empresa islandesa ReSource International.

O regulamento da iniciativa, bem como as candidaturas, poderá ser consultado na página oficial do concurso disponível no portal do Governo dos Açores.