25% da eletricidade consumida em Portugal tem origem em recursos hídricos

25% da eletricidade consumida em Portugal tem origem em recursos hídricos

Debater a importância que a hidroeletricidade tem para o equilíbrio do setor elétrico em Portugal – tanto na gestão diária como na segurança de abastecimento a longo prazo – e a sua contribuição para a autonomia energética do nosso país, é o tema central do encontro que a APREN – Associação Portuguesa de Energias Renováveis organiza para assinalar o Dia Nacional da Água, que marca oficialmente o início do ano hidrológico.

António Sá da Costa (APREN), António Heleno Cardoso e António Pinheiro (IST), Virgílio Mendes (EDP Produção) e José María Otero e David Bernardo (Iberdrola) serão os oradores da mesa redonda dedicada ao tema “A Hidroeletricidade em Portugal: Perspetivas Futuras”, que se realiza no dia 3 de outubro pelas 15:00, no Instituto Superior Técnico (IST), em Lisboa.

Para António Sá da Costa, presidente da APREN, “uma grande fatia da produção elétrica nacional tem origem hídrica, representando 25% da eletricidade consumida em Portugal. Só este ano, e até agosto, a hídrica representou 15% do total do consumo interno”.

“Os dados a que temos acesso permitem-nos compreender a importância que as centrais hídricas têm para o nosso país e, neste âmbito, consideramos importante promover a reflexão sobre a importância dos recursos hídricos, bem como a sua gestão a nível nacional. É com esse intuito que organizamos esta iniciativa onde serão debatidas as vertentes económica, ambiental e técnica do aproveitamento hidroelétrico, bem como a sua importância para o balanço socioeconómico e desenvolvimento das regiões onde se inserem esses recursos”, reforça o responsável.

Pode consultar aqui o programa do evento.

O Dia Nacional da Água
O dia 1 de outubro marca o início do ano hidrológico, sendo por isso considerado como o Dia Nacional da Água. A celebração desta data tem como objetivo promover a reflexão sobre a importância dos nossos recursos hídricos, assim como a sua gestão a nível nacional.